Se a internet por banda larga no Brasil ainda é cara e tem alcance limitado, acredite: os tempos já foram piores. Hoje em dia, há planos e assinaturas palpáveis aos nossos bolsos (ainda que não estejamos no patamar ideal), com ressalvas no alcance, é claro, que ainda deixa de atingir muitas regiões. O fato é que o Brasil registrou 23,11 milhões de assinantes de banda larga fixa em maio, de acordo com um relatório recém-divulgado pela Anatel.

O país fechou o referido mês com cerca de 35,39% dos domicílios tendo o Serviço de Comunicação Multimídia (SCM). Veja que números expressivos existiram na densidade de acessos (acessos por 100 domicílios):

  •          Total do Brasil: 35,39
  •          Região ao norte do país: 13,97
  •          Rondônia: 17,45
  •          Acre: 19,23
  •          Amazonas: 17,37
  •          Roraima: 21,07
  •          Pará: 10,84
  •          Amapá: 9,03
  •          Tocantins: 17,71
  •          Região Nordeste: 15,73
  •          Maranhão: 8,50
  •          Piauí: 12,75
  •          Ceará: 18,87
  •          Rio Grande do Norte: 20,95
  •          Paraíba: 17,43
  •          Pernambuco: 16,60
  •          Alagoas: 14,63
  •          Sergipe: 18,05
  •          Bahia: 15,65
  •          Região ao sudeste do país: 49,31
  •          Minas Gerais: 32,30
  •          Espírito Santo: 33,29
  •          Rio de Janeiro: 45,84
  •          São Paulo: 60,02
  •          Região Sul: 40,08
  •          Paraná: 44,12
  •          Santa Catarina: 41,81
  •          Rio Grande do Sul: 37,33
  •          Região centro-oeste: 35,42
  •          Mato Grosso do Sul: 30,84
  •          Mato Grosso: 26,62
  •          Goiás: 30,85
  •          Distrito Federal: 64,10

Utilização de tecnologias que a banda larga faz

A banda larga fixa é prestada com a utilização de diferentes tecnologias. Além do tradicional cabo Ethernet e da fibra ótica, existem métodos distintos de levar conexão de internet às pessoas:

  •          Por meios físicos confinados: Asynchronous Transfer Mode (ATM), Cable Modem, Ethernet, Fibra, Frame Relay, acesso híbrido – fibra e cabo coaxial (HFC), xDSL e Power Line Communication (PLC);
  •          Por satélite: satélite e serviço de distribuição de sinais de televisão e de áudio por Assinatura Via Satélite (DTH);
  •          Por ondas de rádio terrestres: espectro radioelétrico em micro-ondas (Serviço de Distribuição de Sinais Multiponto Multicanal, ou MMDS), Fixed Wireless Access (FWA), Long Term Evolution (LTE), Spread Spectrum e Wimax.

O Cable Modem e o xDSL continuam sendo os recordistas na utilização. No mês de maio, a quantidade de acessos à internet por Cable Modem, por exemplo, foi de 6.975.213, contra 13.378.956 por xDSL. A fibra ótica está em curva ascendente também: em janeiro, foram 699.455 acessos por meio da tecnologia. Em maio, a quantidade subiu para 767.866, um aumento substancial num período de poucos meses, e isso em escala nacional.

Grupos econômicos dos principais serviços: Vivo, NET, Claro, GVT etc.

Os grupos econômicos são compostos por operadoras que atuam em diversas áreas com várias tecnologias. A distribuição da base de assinantes do Brasil mostra que a concorrência continua sendo um fator crucial para que existam melhores ofertas no mercado, uma vez que uma marca “empurra” a outra a oferecer melhores serviços a preços menores.

Praticamente todos os serviços tiveram aumento no número de assinantes de janeiro até maio. Confira os números do quinto mês do ano:

  •          Telmex (Claro/Embratel/NET): 6.987.593
  •          Oi: 6.587.530
  •          Telefônica/Vivo: 4.364.377
  •          Vivendi (GVT): 2.727.644
  •          Outros: 1.683.882
  •          Algar (CTBC Telecom): 403.353
  •          Prefeitura de Londrina/Copel: 131.825
  •          Telecom Italia (TIM): 105.710
  •          Cabo: 75.255
  •          BT: 31.556
  •          Big Brasil: 17.667

Convém ressaltar que os relatórios publicados refletem os dados disponíveis em 27 de junho de 2014 e podem sofrer alterações. Para quaisquer informações adicionais, consulte o site da Anatel clicando aqui.

Cupons de desconto TecMundo: