Nesta quarta-feira (6) foi liberado um sistema de integração entre maternidades e cartórios que irá facilitar a vida de quem acabou de ter filhos. Agora, os documentos emitidos diretamente pela maternidade passarão por um programa desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que proporciona uma integração muito maior do que a já existente.

Este novo sistema permite que logo após o parto, funcionários cadastrados efetuem o pedido da emissão do documento pessoal sem que seja preciso sequer deixar o hospital. As certidões são emitidas em qualquer cartório interligado à rede.

Por exemplo, pais que tiveram um filho longe de sua cidade podem registrar os pequenos em um cartório na localidade sem precisar ir até a cidade onde moram, tudo através da internet. Nas localidades onde não existem maternidades, o documento pode ser solicitado por funcionários cadastrados no cartório mais próximo.

Ferramenta promete mais integração

Segundo o CNJ, o sistema não será obrigatório para as maternidades, porém as que desejarem adotá-lo precisam fazer o cadastro e se adequar ao novo modelo em até um ano. Cerca de 50 maternidades já se inscreveram, em 12 estados brasileiros. O serviço, como a emissão tradicional, será gratuito.

Cupons de desconto TecMundo: