No dia 14 de setembro, um contrato entre a DARPA (“Defense Advanced Research Projects Agency”, ou Agência de Pesquisa de Projetos Avançados de Defesa) e a Boeing foi assinado. Pela quantia de 89 milhões de dólares, a empresa estadunidense prometeu entregar até 2014 a aeronave SolarEagle (algo como “Águia Solar”), capaz de voar durante cinco anos sem pousar.

O projeto pretende fazer uma aeronave estável em altitudes estratosféricas – acima de 18 mil metros –, pois ela será usada em missões de reconhecimento, vigilância e inteligência. Não tripulado, o avião usará tecnologia de captação de energia solar para abastecer suas células solares e voar mesmo durante a noite.

SolarEagle

Divulgação/Boeing

A envergadura de suas asas abrangerá aproximadamente 132 metros. Afinal, como a intenção é mantê-la voando durante cinco anos, é preciso captar muita energia solar, ou seja, o propósito de fazê-la tão larga é posicionar uma grande quantidade de painéis solares sobre suas asas. Obviamente, para poupar energia, os motores elétricos usados serão de alta eficiência.

O formato escolhido não é somente para melhorar o desempenho da captação de energia, mas também para aumentar a aerodinâmica do avião – que pesará 2,7 toneladas. O primeiro protótipo não será construído em miniatura, mas sim no tamanho real – caso contrário, os testes não seriam eficientes o bastante – e seu primeiro voo será de 30 dias.

Cupons de desconto TecMundo: