Que atire a primeira pedra quem nunca utilizou o Google ou outro mecanismo de busca para descobrir um pouco mais sobre determinada pessoa. Desde uma pesquisa escolar sobre algum personagem histórico até fofocas sobre alguma celebridade, a internet é hoje um gigantesco banco de dados.

Mas se ela própria conseguiu criar uma revolução informacional, permitindo o fácil acesso a qualquer dado ou conhecimento, o que dizer da explosão das redes sociais nos últimos anos? Hoje é praticamente impossível encontrar alguém que não esteja inserido em pelo menos algum tipo de site de relacionamento ou algo equivalente.

Orkut, Twitter e Facebook são apenas os exemplos mais clássicos de sites que podem armazenar alguma informação sobre você. Porém, nada mais lógico, já que foi você mesmo quem criou essa conta e inseriu esses dados. Contudo, e aquelas páginas cuja existência você desconhece, mas que de alguma forma possuem ao menos uma pequena citação com seu nome?

O que a internet sabe sobre você?

Por mais apocalíptico que isso pareça, é a realidade. Faça um teste: abra o Google, coloque seu nome e confira o resultado. É quase certo que vão ser encontrados ao menos dois sites que fazem alguma referência direta a você. A resposta pode fazer com que surja outra questão: como ter controle sobre aquilo que é dito?

Se todas essas informações estão na rede, significa que qualquer pessoa pode ter acesso a elas, seja você ou alguém que quer saber um pouco mais sobre sua vida. Portanto, antecipe-se e descubra o que a internet conhece sobre você antes que alguém vá procurar saber o que não deve.

Garimpando no Google

Busque pelo seu nomeSempre que o assunto gira em torno do assunto “o que a internet sabe sobre mim”, o nome da Google é presença obrigatória. Aqui mesmo no Baixaki já brincamos com a “onisciência” do banco de dados do site de buscas, comparando-o à inteligência da Skynet, do filme “O Exterminador do Futuro”.

Porém, isso possui um pequeno fundo de verdade, já que é quase certo de que ele realmente vai encontrar algo a seu respeito em alguma página. Se você for alguém famoso ou possuir um site de grande porte, as possibilidades de ser localizado já nos primeiros links são bastante altas. Mas e se não for este o caso?

O primeiro passo a ser dado para fazer uma pesquisa exata no Google sobre alguma pessoa é ir direto ao seu nome completo. Dessa forma, você evita perder tempo com resultados muito abrangentes e determina exatamente sobre quem você quer saber.

Além disso, os termos devem ser sempre postos entre aspas e na ordem correta, para que o mecanismo compreenda que deve procurar exatamente da mesma forma como foi preenchido no campo.

Seu nome no Google

Contudo, se ainda assim você não “existir” na internet, talvez signifique que é preciso ser mais específico. Além do nome, adicione à busca algumas informações relevantes. Em que cidade você mora? Qual sua profissão? Possui algum apelido? Qualquer elemento que facilite a identificação vai ajudar o Google a encontrá-lo.

Além disso, há a possibilidade de você não utilizar o nome completo. Caso você possua mais de um sobrenome, é comum que alguns sejam deixados de lado para a valorização de outro. No caso de “Flávio da Costa Nascimento”, é comum encontramos apenas “Flávio Costa” ou “Flávio Nascimento”. Portanto, se for o caso, experimente e varie as combinações possíveis entre os nomes.

Já para quem trabalha em alguma empresa que possua um site, tente fazer uma pesquisa específica dentro da página. Para isso, basta adicionar “site:endereço.da.página” no campo de busca junto do termo para afunilar à caçada. Assim, se você procurar apenas por “Durval”, pode cair na biografia de algum cantor sertanejo ou de axé, mas se especificar em “Durval site:baixaki.com.br”, o resultado se mantém apenas ao redator deste site.

Refine a busca para encontrar aquilo que você quer

Porém, se mesmo depois de tudo isso você ainda não encontrou nenhuma referência a sua pessoa, parabéns! Isso pode significar que você é uma pessoa preocupada com sua privacidade e não libera informações pessoais com tanta facilidade. Entretanto, isso não significa que é possível ficar completamente invisível aos olhos da internet.

Um dos truques mais comuns para despistar curiosos é mascarar informações pessoais, seja com um apelido comum ou com um indecifrável nickname. Apesar de ser mais complicado de ser achado, não significa que é impossível.

Uma forma simples de encontrar esses “disfarces” é com base em seu próprio email. Por mais que você utilize um endereço sem sentido, como “principedoasfalto@gmail.com”, faça uma pesquisa com o termo que antecede a arroba. Não é regra, mas pode revelar um apelido que você nunca ia pensar em utilizar.

Monitorando novas entradas

Agora que você já sabe o que fazer para saber o que a internet diz a seu respeito, o próximo passo é manter-se sempre atualizado, afinal as informações nunca param chegar. Porém, como acompanhar todas as novidades no gigantesco banco de dados do Google?

Receba seus alertas

Uma alternativa bastante simples é uma ferramenta disponibilizada pela própria empresa. O Google Alertas é um serviço que envia um aviso sempre que uma nova ocorrência surge. Assim, caso alguém o cite em um site, você logo vai saber.

Para isso, basta que você cadastre um termo a ser pesquisado – que deve seguir os mesmos critérios de relevância utilizados nas buscas comuns – e a forma com que os alertas devem ser enviados. Dessa forma, é possível visualizar as novas entradas tanto por email quanto em seu leitor de feeds.

Detetives particulares

Por mais que o Google e outros mecanismos de buscas sejam realmente eficazes, nem sempre eles apresentam resultados que englobam todos os sites da rede. Muitas redes sociais não permitem que seus dados sejam exibidos em páginas de pesquisa.

Essa é uma maneira de manter a privacidade de seus usuários intacta e livre de curiosos e possíveis stalkers – pessoas que, de certo modo, perseguem outras e buscam saber tudo o elas fazem. Contudo, por mais bem protegidos que esses dados estejam, não significa que eles são impossíveis de serem acessados.

KGB People encontra até mesmo personagens de video game.

Um dos mais eficazes e práticos é o KGB People. Com um nome um tanto quanto assustador (KGB era o órgão de espionagem da antiga União Soviética), o site procura em vários outros serviços ocorrências com base no termo pesquisado. Assim, ele vai ao Twitter, Facebook, Blogger, MySpace e várias outras redes em busca de seu nome. Além disso, ele também traz outras indicações, como páginas da web, blogs e sistemas de fotos e vídeos.

É claro que as atividades de agente secreto não é exclusividade dos russos. Vários outros mecanismos semelhantes e igualmente úteis estão disponíveis. É o caso do Peek You e do 123 People, que agrupam uma grande quantidade de informações sobre usuários de várias redes sociais.

A criatividade como forma de busca

Com grandes poderes vêm grandes responsabilidadesCom tanta informação sua disponível na internet, como se portar? Sua reação após descobrir isso pode ser de duas maneiras. A primeira é mais positiva, já que as ferramentas apresentadas neste artigo podem ajudá-lo a cuidar mais de sua imagem virtual, além de permitir que você saiba o que falam sobre você.

Se este for o seu caso, experimente novas soluções. Crie novas formas de busca e tente encontrar dados que usuários mais preguiçosos não teriam paciência de achar. Quem sabe você não descobre algo interessante?

Porém, se você considera essa abertura como uma enorme invasão de privacidade, então utilize as dicas para se prevenir. Se basta seu nome para mostrar até mesmo a rua em que você mora, talvez esteja na hora de adotar algumas alternativas para não ficar tão exposto. Da mesma forma que você encontrou este resultado, outras pessoas também encontram, o que pode ser algo perigoso. Então invente, inove e mostre que você é mais esperto que a internet.

Cupons de desconto TecMundo: