Um ônibus movido a células de combustível hidrogênio e baterias de lítio. Esse veículo, ecologicamente correto, é criação do designer industrial húngaro Peter Simon.

O automóvel, de 10 metros de comprimento, tem o tanque de hidrogênio e as baterias no topo. Segundo Simon, o objetivo da criação não se restringe ao ecologicamente correto. Trata-se de uma nova linguagem para a criação de ônibus.

Batizado Credo E-Bone, o carro não emite gases poluentes e é sustentável. Ele gera energia a partir de um sistema que combina baterias de lítio e células de combustível hidrogênio. Os quatro motores elétricos são do tipo “in-wheel”, ou seja, ficam cada um em uma roda do veículo.

O Credo E-Bone
Imagem: EcoFriend/Peter Simon

Pensando na eficiência do sistema, o ônibus é leve, com a parte externa feita de um composto plástico, exigindo muito menos força dos motores elétricos. O nome “E-Bone” designa justamente a estrutura do veículo, que se assemelha a de um osso: rígido, porém leve. Já o chassi é de fibra de carbono resistente.

O sistema de energia do veículo.
Imagem: Peter Simon

A criação do Credo E-Bone começou com um modelo em escala 1:10 feito em argila. Depois a miniatura foi moldada em gesso e modelada tridimensionalmente. O design é futurista, com curvas ousadas e detalhes arredondados.

Sem dúvida, um exemplo do que deve ser a tendências entre veículos, uma vez que será praticamente impossível pensar no desenvolvimento de carros sem considerar o impacto sobre o meio ambiente.

Cupons de desconto TecMundo: