(Fonte da imagem: The Guardian)

De acordo com o levantamento feito pela ONG Safernet, especializada em segurança na rede, a ferramenta social de Mark Zuckerberg atingiu o topo de denúncias de crimes na internet no ano passado.

Segundo dados divulgados pela Folha, 16.672 páginas do Facebook foram denunciadas. Em comparação com o ano de 2012, o crescimento foi de 47,5%, constituindo cerca de 11.305 espaços na rede social. É válido ressaltar que nem todas as denúncias representam um crime e as acusações falsas não são removidas das estatísticas.

Os dois tipos de crimes mais reportados por brasileiros são racismo, com 6.811 casos, e pornografia infantil, com 4.830 notificações. Já com relação ao crescimento da rede, Zuckerberg deve estar com o sorriso largo, afinal a base de usuários mensais ativos cresceu 36%, ou seja, passou de 61 milhões para 83 milhões.

Facebook rebate o levantamento de informações

Apesar de tratar com sigilo absoluto o número de páginas removidas por crimes, segundo o próprio Facebook o volume de denúncias não é expressivo. De 83 milhões de brasileiros ativos na rede, apenas 0,02% são afetados.

Um dos pontos positivos da rede social é a detecção prévia de imagens através de um filtro que possibilita bloquear a foto antes mesmo de ela ser carregada, além de uma análise individual de todas as informações reportadas.

Como já citado no texto e frisado por representantes da companhia, muitas denúncias não são levadas em conta por não representarem efetivamente um crime cibernético. Na sua opinião, qual a solução para acabar com o compartilhamento de conteúdo indevido nas redes sociais? Comente! 

Cupons de desconto TecMundo: