(Fonte da imagem: Reprodução/Exame)

Como forma de diminuir sua dependência dos Estados Unidos no campo das comunicações através da internet, o governo brasileiro planeja investir no lançamento de novos satélites e na implementação de cabos submarinos que liguem o país à África e à Europa. Segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, as medidas também visam uma diminuição dos custos operacionais.

Além disso, o investimento serve como instrumento para diminuir a vulnerabilidade do Brasil a interceptações e monitoramentos realizados por órgãos de inteligência estrangeiros. Em audiência pública no Senado realizada na última quinta-feira (11), o ministro também destacou os anéis de conexão de fibra óptica que estão sendo feitos com os países sul-americanos que fazem fronteira com o território nacional.

Segundo Bernardo, o custo de tráfego da internet brasileira para os Estados Unidos atualmente chega a US$ 650 milhões por ano. Ele também afirmou que vai negociar um aperfeiçoamento do projeto do Marco Civil da Internet que tramita no Congresso Nacional em função das denúncias de espionagem divulgadas recentemente pelo agente da CIA Edward Snowden.

“Além das medidas de caráter interno, nós vamos acionar organismos internacionais, como a ONU. O Brasil não vai limitar isso a uma questão bilateral. A vulnerabilidade é um problema de todos”, declarou o ministro, que acredita ser difícil que empresas brasileiras estejam envolvidas no caso. “Mas, se houver alguém envolvido, ele com certeza será punido após a investigação que está sendo realizada pela Polícia Federal”, complementou.

Cupons de desconto TecMundo: