A tecnologia está em constante evolução. Novidades surgem no mercado tecnológico diariamente e a educação é uma área do conhecimento que não pode ficar de fora desta onda.

O ofício de ensinar está em constante mudança e é preciso se adaptar à nova forma de transmissão do conhecimento. Para isso, empresas estão focando seus estudos em tecnologias  para melhorar o ensino e facilitar a vida de professores e alunos.

Conheça a seguir algumas inovações tecnológicas e veja como elas podem agregar ainda mais ao conhecimento dos alunos.

Quadro negro digital

Uma das inovações consideradas “top de linha” é a tela multitoque desenvolvida pela Super Uber em parceria com a universidade Estácio de Sá. O Super Quadro MT pode ser usado em aulas, apresentações e outras atividades.

O quadro conta com a tela touchscreen, que coloca várias funções literalmente na ponta dos dedos do profissional. Através da tela, o professor poderá apresentar e dar zoom em imagens e partes importantes de um texto ou fazer anotações sobre as imagens.

O Super Quadro MT também é capaz de fazer desenhos livres e navegar na própria web, o que traz para a sala de aula um uso inovador da internet. Apesar de extremamente moderna, a tela conta com um aprendizado fácil e pode ser usada por cada professor de acordo com as suas características na hora de dar aulas.

As possibilidades trazidas pela tela são imensas. Se ligarmos o quadro a um laptop e gravarmos aquilo que está sendo passado na tela, por exemplo, esta aula pode ser ministrada online. Pode ser dada também aos alunos que perderam a apresentação no dia, o que facilita no momento de repor um determinado conteúdo.

Ensino a distância

Livros, só os virtuaisPara o ensino a distância, a tecnologia também progrediu. Aliar o uso da internet a grandes ferramentas que aproximam professores e alunos é uma  prática segura e de menor custo.

Neste tipo de ensino, o profissional utiliza ferramentas que o conecta com os alunos de forma mais eficaz: aqui a internet desempenha um papel fundamental. O Moodle é um exemplo de sistema que facilita a vida de quem ensina e aprende a distância, já usado em várias universidades, e que pode ser adaptado às necessidades de cada instituição.

Logo do Moodle, o sistema para ensino presencial e a distânciaCom ele é possível criar ambientes virtuais que podem ser utilizados tanto para aulas presenciais como a distância, o que ajuda no ensino e no aprendizado. O Moodle é uma ótima ferramenta para alunos nas universidades interagirem com professores e colegas, recolherem informações e exercícios de determinada aula, etc.

Sobre este assunto, vale a pena dar uma olhada em um artigo que aborda o estudo online e a evolução deste tipo de prática.

Cadernos virtuais

Muitos rumores circulam sobre novos tablets – da Apple ou de outras empresas – mas o que chamou a atenção de quem estuda é o Courier, o novo booklet da Microsoft.

Devido às duas telas e às possibilidades que traz, nada mais interessante que pensar no Courier como um caderno virtual, onde se armazenam aulas, anotações, pesquisas para trabalhos  e muito mais.

O booklet da Microsoft, em imagem retirada do blog de tecnologia Gizmodo

O aparelho funciona como uma grande agenda virtual, em que o aluno ou o professor pode marcar provas, reuniões, criar planilhas de desempenho, e muito mais. O uso é vasto e pode ser extremamente produtivo para quem está mergulhado nos estudos, facilitando ainda mais o armazenamento e pesquisa de informações.

Várias possibilidades

Seja em sala de aula, pela internet, a distância ou em anotações, o que se percebe é que a tecnologia pode trazer rapidez, praticidade e facilidade tanto para distribuir o conteúdo, quanto para uma melhor assimilação por parte dos alunos.

Algumas escolas e universidades já estão se atualizando, e percebe-se que muitas possuem laboratórios de informática. Já os educadores devem ficar sempre de olho nas novidades para não perderem oportunidades únicas de ligar matérias do currículo a outras novidades.

Ensino de jovens e adultos

Professores de português podem, por exemplo, criar blogs onde alunos escrevam sobre algum assunto e, através dele, trabalhar as linguagens formal e informal, dialetos, marcas de estilo e muito mais.

As ferramentas tecnológicas, como a internet, podem ser utilizadas para agregar e ajudar tanto alunos quanto professores. O que se deve perceber é que a tecnologia não é um bicho de sete cabeças e pode ajudar todos os níveis escolares(do fundamental ao superior, público ou particular).

Participe!

Este assunto é vasto e gera várias discussões, mas vamos parar por aqui. Porém, você pode continuar comentando o assunto, através da sua opinião. Participe!

Cupons de desconto TecMundo: