Tecnologia da Samsung cria deepfakes usando qualquer foto

1 min de leitura
Imagem de: Tecnologia da Samsung cria deepfakes usando qualquer foto
Imagem: Samsung Labs/Reprodução
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.

Pesquisadores da Samsung Labs revelaram, na última semana, uma nova tecnologia de inteligência artificial que promete elevar o nível de criação de deepfakes. O método é capaz de gerar “imagens realistas de alta definição” de diferentes personalidades, utilizando uma única foto de origem.

Denominado “MegaPortraits”, o projeto se diferencia pela capacidade de criar avatares de cabeça neural mesmo quando a pessoa da foto original possui características físicas diferentes das encontradas no indivíduo cuja imagem será utilizada para fornecer os movimentos animados. Este é um grande desafio na aplicação da tecnologia.

Os deepfakes do Tom Cruise que fizeram sucesso no TikTok, em 2021, foram produzidos a partir dos movimentos de um homem cuja aparência física era semelhante à da estrela de Hollywood. O trabalho dos criadores seria muito mais complicado se aquelas imagens falsas do ator fossem geradas com base em uma mulher de cabelos longos, por exemplo.

E é justamente esse avanço que os especialistas da Samsung afirmam ter obtido com o novo conceito, utilizando um método chamado por eles de “síntese de direção cruzada”. Com as melhorias, a técnica permite criar deepfakes extremamente realistas de famosos usando fotos de pessoas que não se assemelham a elas, como mostra o vídeo acima.

Preocupação com usos indevidos

Os avanços apresentados pela ferramenta de deepfakes da Samsung Labs, que também inclui a criação de um modelo compactado com funcionamento em tempo real, são impressionantes. Mas eles já estão gerando preocupação em relação a possíveis usos indevidos da tecnologia.

Sobre isso, os próprios responsáveis pelo projeto reconhecem a possibilidade, mas afirmam ter tomado algumas medidas para evitá-la. Uma delas é o bloqueio do modelo do MegaPortraits que funciona em tempo real, para utilizações não autorizadas, lembrando que a tecnologia ainda é exclusiva para uso no laboratório de pesquisa.