YouTube finalmente libera o modo Picture-in-Picture no iOS

1 min de leitura
Imagem de: YouTube finalmente libera o modo Picture-in-Picture no iOS
Imagem: Unsplash

O modo Picture-in-Picture (PiP) do YouTube finalmente vai chegar aos iPhones e iPads, conforme anunciou a plataforma de vídeos na segunda-feira (11). A função, disponível no Android há alguns anos, foi testada no iOS com alguns usuários, em 2021, e chegou a ser removida.

Com a ferramenta, é possível reproduzir vídeos no serviço do Google em uma pequena janela, enquanto o usuário navega pelo próprio YouTube ou em outros apps. No entanto, há algumas restrições relacionadas à funcionalidade nos dispositivos da Apple.

Segundo a gigante das buscas, o modo PiP do YouTube no iOS estará disponível gratuitamente apenas nos Estados Unidos, pelo menos neste primeiro momento. Por lá, os usuários poderão acionar o recurso em todos os vídeos, exceto naqueles com conteúdo musical, como os clipes de artistas e bandas.

Já quem é assinante do YouTube premium terá a oportunidade de acionar a ferramenta para qualquer tipo de vídeo, inclusive nos musicais, seja morando nos EUA ou em qualquer outro país. No Brasil, a versão paga da plataforma custa a partir de R$ 20,90 por mês, incluindo o YouTube Music, reprodução offline e sem propagandas, entre outros benefícios.

Como usar

Para ativar a função PiP do YouTube no iPhone e no iPad é necessário ir às configurações do app, tocar em “Geral” e modificar a posição da chave na opção “Picture-in-Picture”. Depois, basta iniciar a reprodução de um vídeo na plataforma e sair do app.

O vídeo continuará a ser executado em um mini player enquanto você navega por outros apps, lembrando que a janela pode ser movida para outras áreas. Se a ferramenta não for ativada, ainda é possível usar a reprodução em segundo plano por padrão.

A plataforma de vídeos da Google afirmou que a novidade está sendo liberada de forma gradual, devendo chegar a todos os dispositivos suportados nos próximos dias. A função pode ser habilitada em iPhones e iPads executando o iOS 15, iPadOS 15 e versões posteriores.

Fontes

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.