YouTube Music grátis ganha reprodução em segundo plano

1 min de leitura
Imagem de: YouTube Music grátis ganha reprodução em segundo plano
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

A Google anunciou nesta segunda-feira (4) uma novidade importante para a versão gratuita do YouTube Music. Em breve, usuários não pagantes do streaming de áudio poderão escutar músicas em segundo plano, enquanto realizam outras tarefas no celular ou estejam com a tela do dispositivo desligada.

No momento, quem usa o YouTube Music grátis só consegue ouvir músicas se mantiver o app aberto e a tela ligada, o que costuma ser um incômodo, além de consumir a bateria do smartphone mais rápido. Mas com a mudança, a opção restrita aos assinantes da versão premium será liberada para todos, como acontece no Spotify e em outros concorrentes.

Segundo a companhia de Mountain View, a reprodução em segundo plano terá suporte em todo o catálogo do streaming, incluindo as estações de rádio e as listas de reprodução baseadas em interesses. No entanto, as faixas continuam a ser executadas em modo aleatório na versão gratuita, não dando a opção de escolher a sequência de músicas.

Usuários do YouTube Music grátis poderão economizar bateria com a nova funcionalidade.Usuários do YouTube Music grátis poderão economizar bateria com a nova funcionalidade.Fonte:  Pixabay 

O que também não muda é a exibição de anúncios, que continua sendo uma condição necessária para acessar a plataforma gratuitamente, assim como não é possível realizar o download de músicas para ouvir offline. A reprodução sem publicidade e a opção de baixar faixas continuam restritas ao plano pago do serviço, que custa R$ 16,90 mensais.

Estreia no Canadá

O YouTube Music grátis com reprodução em segundo plano, que também será útil para quem usa o app no modo de direção do Google Assistente, permitindo ao motorista se manter focado na condução, tem estreia prevista para o dia 3 de novembro. Porém, a novidade estará disponível apenas no Canadá, inicialmente.

A gigante das buscas afirmou que o novo recurso será disponibilizado “para ouvintes em todo o mundo” após o lançamento para os usuários canadenses do serviço, mas ainda não divulgou quando isso acontecerá.