Ameaça de bomba em redes sociais faz avião ser seguido por caça

1 min de leitura
Imagem de: Ameaça de bomba em redes sociais faz avião ser seguido por caça
Imagem: Reprodução: Call Me Fred/Unsplash
Avatar do autor

Um avião da companhia aérea Easyjet teve que ser escoltado até seu destino após uma ameaça de bomba no último domingo (3). O voo saiu de Londres com direção à ilha espanhola Menorca, e foi acompanhado por um caça após um passageiro adolescente compartilhar um vídeo nas redes sociais informando sobre uma bomba

A ameaça acabou se provando falsa. Depois do pouso, os passageiros ficaram retidos na pista até o fim da avaliação da aeronave, procedimento que durou quatro horas. A averiguação atrasou outros voos na ilha Menorca. O adolescente de 18 anos foi preso e aguarda uma audiência no tribunal espanhol, segundo informou a Guarda Civil à Agência Reuters.

Um vídeo do momento em que o avião estava no ar mostra um jato F-18 balançando as asas, em um gesto para o piloto que significa "siga-me". Esse tipo de interceptação militar ocorre quando o controle de tráfego aéreo perde contato com a aeronave ou quando há alguma ameaça identificada, como bombas ou atos terroristas.

Caça espanhol sinaliza para que piloto da aeronave o sigaCaça espanhol sinaliza para que piloto da aeronave o sigaFonte:  Reprodução: Agência Reuters 

Easyjet se manifesta

Em contato com a Reuters, um porta-voz da companhia aérea confirmou a escolta. "A segurança de seus passageiros e tripulantes é sempre a maior prioridade da Easyjet e gostaríamos de agradecer aos passageiros pela compreensão", disse.

Além disso, é possível que o adolescente tenha que pagar os custos da averiguação policial e do deslocamento do jato militar. De acordo com o especialista em aviação Julian Bray, consultado pelo site Metro, o valor total deve ficar acima de 50 mil libras esterlinas (aproximadamente R$ 322 mil na cotação atual).

Em maio, um caso semelhante ocorreu em Isarel. Um avião de uma empresa subsidiária da Turkish Airlines teve que abortar a decolagem após os passageiros entrarem em pânico por receberem imagens de acidentes de avião.