Wikipédia reage à ameaça da Rússia e diz que não apagará informações

1 min de leitura
Imagem de: Wikipédia reage à ameaça da Rússia e diz que não apagará informações
Imagem: Burdun Iliya/Shutterstock
Avatar do autor

A Wikimedia, fundação responsável pela Wikipédia, disse que não cederá às pressões do governo russo para que sejam retiradas da internet menções sobre a guerra da Ucrânia. A instituição diz que apoia a versão russa da enciclopédia e sugeriu que os fatos continuem sendo mostrados.

Na última terça-feira (01), o Roskomnadzor (Serviço Federal de Supervisão de Comunicações, Tecnologia da Informação e Meios de Comunicação de Massa da Rússia) divulgou um documento ameaçando a Wikipédia e dizendo que ela estava espalhando “mensagens falsas” ao contar a história sobre o recente conflito.

Em comunicado enviado ao site The Verge nesta quinta-feira (3), a Wikimedia argumentou que a Wikipédia é uma fonte confiável de informações na atual crise. “Em reconhecimento a esse importante papel, não vamos recuar diante dos esforços para censurar e intimidar membros de nosso movimento. Mantemos nossa missão de fornecer conhecimento gratuito para o mundo”, diz trecho do comunicado.

Wikipédia

O Roskomnadzor cita especificamente que a página russa da enciclopédia deveria apagar detalhes do número de militares russos e civis (incluindo crianças) ucranianos mortos na guerra. A Wikimedia se defendeu dizendo que as informações são atualizadas em tempo real e que uma equipe múltipla de pessoas trabalha para deixar a página o mais próxima da realidade possível.

Além das sanções econômicas que tem sofrido de vários países, a Rússia está tendo que lidar com bloqueios de redes sociais como o YouTube, Twitter e Facebook.

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.