Apple Music diz ser 'lar de Neil Young' após polêmica com Spotify

1 min de leitura
Imagem de: Apple Music diz ser 'lar de Neil Young' após polêmica com Spotify
Imagem: Fonte: Reprodução/Apple Music
Avatar do autor

Após dar um ultimato para que o Spotify retirasse conteúdo antivacina da plataforma, Neil Young teve suas canções banidas do serviço de streaming. Aproveitando o momento, o Apple Music, concorrente do Spotify, está promovendo playlists, fazendo tweets e enviando notificações para provar que pode ser o "lar de Neil Young".

Dentre as estratégias da Apple para "apoiar" o músico estão algumas notificações push do Apple Music para escutar o último álbum de Young em Spatial Audio, além de uma seção "We Love Neil" (nós amamos o Neil) na página de buscas do aplicativo.

Por fim, a conta oficial do Apple Music no Twitter também fixou um tweet no qual declara ser "o lar de Neil Young" e convida os usuários para ouvirem todo o catálogo do artista disponível na plataforma.

Apple Music criou uma seção especial para Neil Young no aplicativoApple Music criou uma seção especial para Neil Young no aplicativoFonte:  Fonte: Reprodução/Twitter 

Polêmica entre Spotify e Neil Young

Nesta semana, o músico e compositor Neil Young publicou uma carta aberta (que já foi deletada) dirigindo-se à plataforma Spotify. Young afirmava que não admitiria estar na mesma plataforma que Joe Rogan, que possui um podcast no qual espalha desinformações sobre vacinas.

O cantor então declarou que o streaming deveria escolher entre ele e Rogan. O Spotify, entretanto, manteve o podcast e deletou as músicas de Neil Young de sua biblioteca.