Firefox suspende doações em criptomoedas após crítica de usuários

1 min de leitura
Imagem de: Firefox suspende doações em criptomoedas após crítica de usuários
Imagem: Mozilla
Avatar do autor

No último domingo (2), a organização sem fins lucrativos Mozilla Foundation começou o ano com o pé esquerdo graças a um anúncio bastante controverso. O grupo, responsável pelo desenvolvimento e manutenção do navegador Firefox, revelou em sua conta no Twitter que passaria a aceitar doações em criptomoedas através de uma parceria com a empresa BitPay — especializada na facilitação de transações deste tipo.

De imediato, alguns usuários do navegador não gostaram da novidade, enquanto outros ameaçaram a buscar alternativas ao software caso a mudança fosse implementada. As principais críticas se relacionavam à promoção das criptomoedas, justificando-se na suposta ameaça ambiental oferecida e na escolha dos projetos aceitos. Nesse contexto, vale ressaltar que as doações seriam convertidas diretamente para o dólar norte-americano, visando evitar a volatilidade inata dos ativos digitais.

Recepção negativa

Ouvindo o descontento dos usuários, os responsáveis pelo projeto suspenderam as doações em criptomoedas nesta quinta-feira (6), visando "reavaliar sua concordância com os objetivos ambientais". Segundo a Mozilla Foundation, todo o processo será transparente e comunicado periodicamente aos internautas — honrando a abordagem open-source de seu principal software.

Curiosamente, a organização passou a aceitar doações em Bitcoin ainda em 2014 devido ao apelo do público. Confira o comunicado do grupo: