SpaceX atrasa entrega de kits da Starlink por falta de chips

1 min de leitura
Imagem de: SpaceX atrasa entrega de kits da Starlink por falta de chips
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Alegando que a falta de chips está atrasando a produção dos seus kits de internet, a SpaceX está encaminhando emails de desculpas a diversos clientes que pré-encomendaram os pacotes da Starlink. A promessa aos interessados no serviço, que pagaram antecipadamente US$ 100 (R$ 559) no primeiro semestre, era que a versão beta da conexão via satélite estaria instalada e operacional em meados de 2021.

De acordo com o Business Insider, diversos clientes que haviam feito a pré-encomenda da internet da Starlink foram às mídias sociais para reclamar que terão que esperar até 2022 para usar o serviço que eles já estão esperando há meses. Segundo o site, a operadora de internet informou nos emails que os clientes podem usar a sua conta Starlink para consultar o tempo estimado para a entrega do equipamento encomendado.

Cancelamentos e pedidos de devolução do depósito

Um usuário da Starlink, que está aguardando o seu kit publicou no Twitter a íntegra do email enviado pela companhia aos seus clientes. "A escassez de silício nos últimos seis meses diminuiu nossa taxa de produção esperada e afetou nossa capacidade de atender muitos pedidos da Starlink neste ano", diz a empresa. O email termina com um pedido de desculpas e uma promessa de trabalho duro "para aumentar nossa taxa de produção".

Procurada pelo Business Insider para comentar as inúmeras reclamações de clientes, a Starlink não se manifestou. Conforme o site, algumas dessas pessoas que fizeram encomendas simplesmente pediram a devolução de seus depósitos de US$ 100, depois de esperar até nove meses pela antena que as conectaria com os 1.639 satélites em órbita terrestre. Habitantes de áreas rurais, a maioria dos clientes não tem meios para se comunicar com o SAC da Starlink.

A pré-venda da Starlink está disponível no Brasil desde fevereiro. A empresa esperava lançar a tecnologia no país ainda em 2021, mas claramente o objetivo ainda está longe de se concretizar.