Starlink tem quase 100 mil assinantes globais, revela SpaceX

1 min de leitura
Imagem de: Starlink tem quase 100 mil assinantes globais, revela SpaceX
Imagem: Getty Images/Reprodução
Avatar do autor

A Starlink, serviço de internet via satélite da SpaceX, está próxima de alcançar a marca de 100 mil usuários globais. Segundo os dados da companhia de Elon Musk, a base de assinantes aumentou quase 30% em um mês.

Em reunião com o Federal Communications Commission (FCC) em 29 de julho, a empresa revelou ter cerca de 90 mil usuários em 12 países. Isso mostra um crescimento notável comparado aos 70 mil clientes citados pelo CEO Elon Musk no final de junho.

Starlink pretende criar uma rede ampla com mais de 42 mil satélites.Starlink pretende criar uma rede ampla com mais de 42 mil satélites.Fonte:  StarWalk/Reprodução 

Mesmo em fase beta, o número de assinantes da Starlink está crescendo rapidamente nos últimos meses. Em fevereiro deste ano, a SpaceX disse em um relatório ao FCC que a rede tinha mais de 10 mil usuários nos Estados Unidos e no exterior.

Para mais, a companhia também revelou ter “mais de meio milhão de pré-cadastros globais”. Conforme Elon Musk, o serviço poderá adicionar esse número de clientes até julho de 2022.

Atualmente, a Starlink é a maior “constelação de satélites” do mundo com mais de 1.700 unidades. Por fim, a SpaceX pretende expandir a rede global com até 42 mil peças em órbita em meados de 2027.

Para acessar a rede, os usuários precisam adquirir o kit com antena e roteador da Starlink.Para acessar a rede, os usuários precisam adquirir o kit com antena e roteador da Starlink.Fonte:  Stralink/Divulgação 

Alta demanda, mesmo com o custo alto

Com a previsão de lançamento global para setembro, o serviço da Starlink está disponível apenas para residências e empresas. No momento, a assinatura mensal custa US$ 99 – cerca de R$ 514 na atual cotação.

Além da mensalidade, os clientes ainda precisam adquirir um kit especial com antena, tripé e roteador por US$ 499 (R$ 2.590). Portanto, é necessário desembolsar uma enorme quantia para começar a utilizar a internet via satélite.

No Brasil, a Starlink está aceitando pré-cadastro para o serviço com a taxa de US$ 99. O valor, que é totalmente reembolsável, pode ser pago com cartão de crédito internacional.