YouTube aposta em compras integradas com streamming

1 min de leitura
Imagem de: YouTube aposta em compras integradas com streamming
Imagem: YouTube/Walmart/Reprodução
Avatar do autor

O YouTube está planejando realizar uma semana de compras ao vivo dentro de sua plataforma a partir do dia 15 de novembro. O anúncio foi realizado nesta terça-feira (19), durante a Advertising Week de Nova York. O evento de compras deve apresentar presentes de Natal da Samsung, Verizon e Walmart e ocorrerá na semana que antecede a Black Friday.

Essa é uma das apostas da Google na aproximação entre o serviço de streamming e comércio eletrônico, segmentos impulsionados pela pandemia. Desde o início do ano, o YouTube vem realizando experimentos de união dos dois setores. A plataforma começou a testar uma experiência de compra integrada que se baseia na credibilidade dos criadores conteúdo para impulsionar as vendas.

Segundo estudo realizado pelo YouTube em parceria com a Publicis e a TalkShoppe, 89% dos espectadores afirmam que os criadores da plataforma dão recomendações confiáveis. Como resultado, as pessoas que consomem no YouTube tomam decisões de compra mais rápidas e confiantes.

Compras integradas no YouTube

A rede social fez parceria com vários criadores de conteúdo para testar os novos recursos de compras ao vivo. A Simply Nailogical lançou sua nova coleção de esmaltes para 2,8 milhões de fãs em seu canal Simply Not Logical, e Hyram utilizou o YouTube para lançar uma nova linha de cuidados com a pele "Selfless" para 4,5 milhões de fãs.

O YouTube também testou transmissões ao vivo com compras integradas com líderes do mercado varejista. A Raven Elyse realizou um streamming para vender equipamentos de ginástica doméstica e o Walmart vendeu o que considera como itens essenciais para a rotina matinal.

Além disso, os diretores de beleza da Sephora fizeram uma sessão de perguntas e respostas ao vivo sobre as bases de maquiagem e a Target fez uma apresentação ao vivo celebrando a sua coleção de outono.

Os eventos já realizados deixam o YouTube com a cara do Shoptime ou Polishop TV, mas com a vantagem da compra ser facilitada com apenas alguns cliques ou toques.

Fontes