Microsoft Edge limita execução automática de vídeos por padrão

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft Edge limita execução automática de vídeos por padrão
Avatar do autor

A Microsoft adicionou uma novidade bastante pedida pela comunidade em uma nova versão do navegador Microsoft Edge. A partir da edição 92 da plataforma, o recurso de reprodução automática de vídeos (autoplay) não será habilitado por padrão.

"Para ajudar a manter o seu foco online, nós mudamos o padrão de mídias reproduzidas automaticamente de 'Permitir' para 'Limitado', começando a partir da versão 92 do Microsoft Edge", diz a documentação oficial do programa no site da Microsoft.

Qual a diferença?

A opção de limite não faz a execução de vídeos sem a sua permissão em sites visitados anteriormente pelo usuário. Ela foi introduzida há dois anos, mas até então precisava ser ligada individualmente nas configurações do navegador para funcionar.

Isso significa que players de publicidade ou conteúdo de páginas visitadas não começarão a tocar do nada, atrapalhando a navegação. A atualização em questão foi liberada para alguns grupos de usuários e deve ser implementada em sua totalidade até o final de julho deste ano.

Desde 2018, o recurso já está presente por padrão no rival Google Chrome, que é o atual líder do segmento de browsers. Na última atualização, a versão 91, o Edge garantia ser o navegador mais rápido para uso no Windows 10.

Microsoft Edge limita execução automática de vídeos por padrão