Google, Facebook e Apple lançam ações para o Mês do Orgulho LGBTQIA+

2 min de leitura
Imagem de: Google, Facebook e Apple lançam ações para o Mês do Orgulho LGBTQIA+
Imagem: Facebook/Reprodução
Avatar do autor

Gigantes da tecnologia como o Google, Facebook e a Apple anunciaram, no começo desta semana, ações em referência ao Mês do Orgulho LGBTQIA+. Junho é conhecido como o Pride Month, um período de luta e lembrança sobre os direitos e o respeito que as minorias sexuais (homossexuais, bissexuais, pessoas trans, não binárias e outros) merecem.

O Google anunciou que doará US$ 4 milhões (cerca de R$ 20 milhões na cotação atual) para apoiar comunidades ao redor do mundo. Além disso, a companhia anunciou a criação do Fundo Emergencial Global LGBTIQ+ contra a covid-19, que oferecerá US$ 2 milhões para a OutRight Action International, entidade que combate violações de direitos contra lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e intersexuais.

No Brasil, uma das organizações ajudadas será a Casa das Pretas, da ONG Coisa de Mulher. Ela é uma instituição que desenvolve ações interseccionais entre gênero, raça e pobreza por meio de espaços de acolhimento.

Mês do Orgulho LGBTQIA+

Em relação aos seus serviços, a marca explicou que lançou controles mais detalhados para o Google Fotos. Eles servirão para pessoas trans que não querem lembrar de determinadas memórias, que podem ser dolorosas, por exemplo. A ferramenta permitirá personalizar e editar o nome das memórias do aplicativo.

Já o Maps e o buscador ganharam espaços para mostrar se um estabelecimento possui banheiros de gênero neutros ou se o local é inclusivo e seguro para pessoas trans.

Facebook

O Facebook anunciou que fez parcerias com ONGs na Europa, Oriente Médio e África para compartilhar nas redes sociais recursos para informar e oferecer atendimentos para melhorar a saúde mental e o bem-estar de pessoas LGBTQIA+.

Na América Latina, incluindo o Brasil, serão oferecidos conteúdos educativos com informações para ajudar a acelerar negócios comandados por pessoas de minorias sexuais.

Tanto no Facebook quanto no Instagram já estão disponíveis, desde ontem (1º), avatares temáticos do Orgulho, planos de fundo e figurinhas. No caso dos stickers, que podem ser utilizados nos stories, as artes foram desenhadas por ilustradores LGBTQIA+ de vários locais do mundo. No Brasil, também foram criadas as hashtags especiais #orgulho e #compartilhecomorgulho.

Mês do Orgulho LGBTQIA+

Apple

A Apple realizou uma ação para lembrar o Mês do Orgulho LGBTQIA+ no Apple Music. Todos os domingos, o aplicativo receberá conteúdos especiais que focam na equidade e resiliência.

Esse conteúdo incluirá o Pride Talks, que são vídeos curtos originais que incluem conversas com Rob Halford (Judas Priest), Ben Platt, MNEK e mais. O aplicativo também terá playlists especiais que receberão curadoria de artistas que apoiam a comunidade. Tudo isso pode ser acessado em uma página especial do Apple Music.

Anteriormente, em maio, a empresa já havia lançado novas pulseiras com as cores do arco-íris (bandeira da comunidade LGBTIQ+) para o Apple Watch.

Mês do Orgulho LGBTQIA+

Google, Facebook e Apple lançam ações para o Mês do Orgulho LGBTQIA+