Wikipédia passará a cobrar do Google, Facebook, Amazon e Apple

1 min de leitura
Imagem de: Wikipédia passará a cobrar do Google, Facebook, Amazon e Apple
Imagem: Carlos Palmeira/Reprodução
Avatar do autor

A Wikipédia lançou, nesta terça-feira (16), a Wikimedia Enterprise, um novo departamento que terá como missão realizar serviços comerciais de larga escala. O conteúdo produzido pelo novo braço será vendido principalmente para as big techs Amazon, Google, Apple e Facebook.

A nova relação corporativa entre as marcas quebrará um paradigma do mercado. Apesar de usufruírem do trabalho realizado pela enciclopédia virtual, nunca houve acordos para que as gigantes da tecnologia pagassem pelas informações e dados compilados.

O Google, por exemplo, utiliza informações que a enciclopédia produz para responder às consultas dos usuários. Como contrapartida, a empresa está construindo uma boa reputação do Wikipédia na internet. Tudo, porém, não envolve o pagamento de nenhum centavo.

Wikipedia

“Essa é a primeira vez que a fundação tem reconhecido que usuários comerciais também são usuários dos nossos serviços”, disse Lane Becker, diretor sênior da Fundação Wikimedia, entidade filantrópica que cuida do site, em entrevista ao Wired.

Os acordos com as big techs ainda não foram fechados, mas estão em andamento. A expectativa é que os negócios estejam concluídos no máximo até meados de junho.

Por anos, a Wikipédia entrega gratuitamente, por exemplo, vários conjuntos de novos dados que aparecem no site a cada duas semanas para as empresas. As marcas bilionárias importam esse conteúdo para plataformas internas e utilizam de maneira comercial todas as informações. Amazon e Apple, por exemplo, utilizam referências da Wikipédia em suas assistentes virtuais Alexa e Siri, respectivamente.

Mudança de postura

Lisa Seitz-Gruwell, diretora de receita da fundação Wikimedia, explicou também ao Wired que a mudança de postura da fundação se deve principalmente a dois fatores. O primeiro deles é a possibilidade de oferecer serviços sob medida para cada empreendimento, atendendo demandas específicas de conteúdo.

O segundo é balancear a relação com as big techs e, consequentemente, garantir uma receita adicional que dê estabilidade financeira para a enciclopédia online.

Wikipedia

Ela salientou, ainda, que mesmo com a criação do escritório específico para ações comerciais, a maior parte da receita da plataforma continuará vindo das doações. Por último, defendeu que os usuários comuns continuarão tendo acesso a uma Wikipédia livre e gratuita.

O objetivo, inclusive, é que o site chegue em 2030 a muitos outros países, línguas e comunidades. "Nós temos um grande trabalho pela frente que requer crescimento de receita", argumentou.

Fontes

Wikipédia passará a cobrar do Google, Facebook, Amazon e Apple