Dicionário online gera palavras que não existem

1 min de leitura
Imagem de: Dicionário online gera palavras que não existem
Imagem: Camilla Silva/TecMundo
Avatar do autor

Existe uma certa variedade de dicionários digitais que nos apoiam em textos de trabalho e estudos para traduções ou melhoria do vocabulário diariamente. Contudo, o desenvolvedor norte-americano Thomas Dimson (que criou o algoritmo de recomendação do Instagram) decidiu criar um site diferente dessa proposta: o ThisWordDoesNotExist.com. Essa plataforma gera palavras automaticamente em inglês que, na realidade, não existem.

O sistema tem como base a estrutura de linguagem de Inteligência Artificial GPT-2, criada pelo laboratório OpenAI. Esse método tem sido usado em diversas soluções ou apps, que se apoiam em comunicação digital, como chatbots e jogos em formato de texto, como o AI Dungeon.

Palavra gerada automaticamente no site: “Dirtocracy: um sistema de governo ou um sistema de controle de patrimônio ou algum controle sobre os recursos naturais de um país ou seu povo”.Palavra gerada automaticamente no site: “Dirtocracy: um sistema de governo ou um sistema de controle de patrimônio ou algum controle sobre os recursos naturais de um país ou seu povo”.Fonte:  ThisWordDoesNotExist/Reprodução 

A premissa do ThisWordDoesNotExist.com é basicamente a mesma de qualquer programa de deep learning: buscam-se determinados padrões de linguagem existentes para atribuir novas palavras. No caso, o mapeamento de dados veio de mais de 8 milhões de páginas da web, extraídas de links mais votados por usuários do Reddit.

Após isso, os algoritmos do site determinam situações nas quais as palavras aparecem uma ao lado das outras e usam essas informações para gerar novas construções e suas frases explicativas, como em um dicionário. Assim, embora os resultados do ThisWordDoesNotExist.com não sejam reais, refletem certa familiaridade em sua estrutura morfológica e fonética.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Dicionário online gera palavras que não existem