Uma mulher do estado do Arizona, nos Estados Unidos, foi presa após ter sido comprovado o abuso de seus sete filhos, que ela usava para gravar vídeos e sketches para seu canal do YouTube. De acordo com informações, os abusos aconteciam quando as crianças se recusavam a fazer parte de novos vídeos do canal da mãe.

Machelle Hackney foi presa por abuso infantil, molestação, negligência e aprisionamento de seus sete filhos, após denúncia de outra filha já adulta. Hackney mantinha o Fantastic Adventures, canal de YouTube com mais de 800 mil seguidores. Nos vídeos, todos montados, seus filhos e outros adultos participavam de sketches que envolviam super-heróis e batalhas com armas de brinquedo.

No momento da prisão, os filhos, que têm idades entre 3 e 15 anos, estavam com aparência mal tratada e pareciam desnutridos. Para as autoridades, eles descreveram os abusos que sofriam, vão desde humilhações e privação de comida, água, banhos gelados, agressões, entre outras atrocidades. 

Segundo as crianças, isso acontecia sempre que eles falavam não ter vontade de aparecer em um novo vídeo do canal da mãe. Algumas das crianças também revelaram aos policiais que não vão para a escolha há anos, com um deles informando que um dos seus irmãos praticamente passou sua vida "dentro do quarto verde", em referência ao pequeno estúdio presente dentro da casa de Hackney.

Imagem: Reprodução/YouTube

Hackney foi detida e nega as acusações. Dois de seus filhos adultos, Logan e Ryan Hackney, foram autuados por não terem reportado o suposto abuso. De acordo com o site SocialBlade, que monitora redes sociais e seus seguidores, o canal Fantastic Adventures tem um faturamento estimado mensal que pode chegar até US$ 142 mil (aproximadamente R$ 548,7 mil) por mês e US$ 1,7 milhões (aproximadamente R$ 6,57 milhões) por ano.