O “desafio da Momo”, que traz aquela imagem tenebrosa de uma escultura de Keishuke Aisawa, oferece conteúdo perturbador e até faz com que crianças se machuquem, afirma o The Verge. Por isso, o Youtube está desmonetizando todos os vídeos que falem sobre “Momo”.

Segundo a plataforma da Google, “qualquer conteúdo que contenha o Momo é uma violação das diretrizes de conteúdo do anunciante e, portanto, não pode receber anúncios”. De tempos em tempos, desafios que envolvem crianças fazendo coisas perigosas acabam surgindo no YouTube. Ao que parece, a empresa vai começar a combater isso de maneira séria — pelo menos, é o esperado.

Polêmica de comentários marcados em vídeos infantis

Ontem (28), o YouTube comentou em blog as recentes polêmicas envolvendo seu nome, principalmente sobre comentários de pedófilos em vídeos infantis: “Embora tenhamos removido centenas de milhões de comentários por violar nossas políticas, estivemos trabalhando em um classificador ainda mais eficaz que identificará e removerá os comentários predatórios. Este classificador não afeta a monetização do seu vídeo. Aceleramos o lançamento e agora temos um novo classificador de comentários no local que é mais amplo no escopo e detectará e removerá mais 2X de comentários individuais.

Nenhuma forma de conteúdo que ponha em perigo menores de idade é aceitável no YouTube, e é por isso que encerramos determinados canais que tentam colocar em risco as crianças de qualquer forma. Os vídeos que incentivam desafios prejudiciais e perigosos visando qualquer público também são claramente contrários às nossas políticas. Continuaremos agindo quando os criadores de conteúdo violarem nossas políticas de maneira que prejudiquem de forma flagrante a comunidade mais ampla de usuários e criadores de conteúdo. Por favor, continue a sinalizar isso para nós”.