Os Correios confirmaram um reajuste de 8,03% no valor dos fretes em compras. A mudança chega a partir do dia 06 de março e, segundo a estatal, o aumento ainda ficou abaixo do IGP-M de 2018, que foi de 8,74%.

Segundo o eCommerce Brasil, o reajuste também vai variar dependendo da localidade. Enquanto um preço sobe, outro pode cair: os Correios prometeram que o valor do PAC pode cair até 4% na mesma data em contratos de varejo — porém, apenas se a pré-postagem for efetuada de forma eletrônica.

Os Correios também marcaram para março o fim da exigência de quantidade mínima de encomendas

Em nota, os Correios comentaram: “Para a manutenção dos redutores de preço nas postagens de encomendas das micro e pequenas empresas, foi disponibilizado um pacote básico, que pode ser contratado pela internet. Esse pacote de serviços contempla preços mais competitivos em relação aos praticados na modalidade de pagamento à vista, permite faturamento das postagens e não possui cobrança de valor mínimo mensal”.

Os Correios também marcaram para março o fim da exigência de quantidade mínima de encomendas, utilizando o valor mínimo mensal como norte para a concessão dos pacotes de serviços. O “Encomeda 1” volta a valor, contudo, com cobrança mínima de R$ 1 mil em consumo dos serviços.

“Com esses ajustes nos pacotes de serviços de encomendas, os Correios mantêm o compromisso de serem o principal parceiro das micro e pequenas empresas na oferta de soluções que viabilizem o seu e-commerce”, concluiu a estatal.