Microsoft sofre “tempestade de emails” que infernizou 11.543 funcionários

2 min de leitura
Imagem de: Microsoft sofre “tempestade de emails” que infernizou 11.543 funcionários
Avatar do autor

A quinta-feira (24) foi agitada dentro da Microsoft e não teve nada a ver com o sucesso financeiro da companhia em 2018 ou o fim anunciado do Windows 10 Mobile. O grande agente do caos, foi, na verdade, um email: uma mensagem foi enviada a 11.543 funcionários da empresa e deu início a uma imensa avalanche de respostas.

Segundo o Business Insider, a origem do problema foi uma email disparado por um funcionário da MS a todos os colegas que gerenciam a conta da empresa dentro do GitHub, o repositório de códigos adquirido pela companhia em 2018.  Acontece que a Microsoft tem mais de 11 mil funcionários de alguma forma envolvidos no serviço e a mensagem foi enviada a todos eles.

Como não poderia deixar de ser, algumas dessas milhares de pessoas usaram a função “Responder para todos” para solicitar remoção desta insólita lista e transformaram a caixa de entrada de email de muita gente em um inferno. Houve, claro, quem tentou ajudar os colegas a resolverem o problema ou pelo menos sugeriu que ninguém respondesse mais os emails a fim de deixar a caixa de entrada de todo mundo em paz.

O mais irônico dessa situação é que a tal mensagem que deu origem a essa situação inusitada tinha como objetivo justamente ensinar as pessoas a configurarem as suas contas a fim de receberem menos notificações não desejadas, como relatou um funcionário.

"Não é brincadeira. Há uma nova sequência de responder a todos envolvendo todo mundo na Microsoft. Ela é sobre não analisar os repositórios do GitHub a fim de evitar notificações não desejadas..." escreveu no Twitter.

Não é a primeira vez

Outro ponto cômico da história é que esta não é a primeira vez que algo do tipo ocorre dentro da Microsoft. Um caso clássico de “tempestade de emails” aconteceu em 1997, quando a companhia criou a lista chamada Bedlam DL3 dentro do Exchange, o seu antigo serviço de email, e colocou lá cerca de 25 mil funcionários.

Ao perceber que estava nesta lista, um desses trabalhadores enviou uma simples mensagem solicitando a sua remoção e ela foi direcionada a absolutamente todo mundo. A Bedlam DL3 se tornou um ícone desse tipo de vacilo e obviamente ela foi relembrada por muitos neste novo evento de caos no correio eletrônico.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Microsoft sofre “tempestade de emails” que infernizou 11.543 funcionários