O YouTube anunciou alterações nas suas diretrizes de uso e agora recomenda que os criadores de conteúdo do site não façam vídeos com desafios, pegadinhas e brincadeiras perigosas, como a popular Bird Box Challenge, em que pessoas dirigem vendadas.

No site de suporte da Google, a equipe do YouTube lançou um comunicado falando sobre as mudanças. "O YouTube é o lar de muitos desafios e brincadeiras virais amados, mas precisamos garantir que o humor não ultrapasse a linha do que também é prejudicial ou perigoso."

Segundo a plataforma de vídeos, a publicação de desafios em que a vida dos participantes está em risco viola as regras conteúdo nocivo ou perigoso. O objetivo do site é evitar a divulgação de produções que envolvam "sério risco de morte" e também pegadinhas que façam a "vítima acreditar que está em perigo" ou gerem "estresse emocional grave".

A atualização nas diretrizes vem logo após a popularização de dois desafios que estão gerando vídeos que potencialmente colocam a vida dos criadores em risco. Após a estreia do filme Bird Box na Netflix, muitos youtubers começaram a fazer vídeos em que dirigem com os olhos vendados. Até Jake Paul, uma das estrelas mais polêmicas do site de vídeos, chegou a participar do desafio.

Outra série de vídeos que cresceu no site da Google é o Tide Pot Challenge, em que youtubers engolem cápsulas de detergente e gravam suas reações. Além do YouTube ter se posicionado, especialistas em saúde dos Estados Unidos e a própria empresa por trás do Tide Pod lançaram comunicados alertando que comer produtos de limpeza é perigoso para a saúde.

Além de deixar claro que pegadinhas perigosas estão proibidas, o YouTube também anunciou outras mudanças em suas diretrizes para "enrigecer" as regras do que é publicado no site. 

Segundo as novas regras, a publicação de vídeos com thumbnails que mostrem conteúdos violentos ou pornográficos pode gerar um strike por violação de regras.

Além disso, as novas diretrizes também trazem mudanças para os links externos. Se uma produção publicada no YouTube tiver como propósito levar o usuário para endereços que incitem violência, discurso de ódio ou pornografia, o dono do canal também será penalizado.

As novas diretrizes da plataforma começam a ser aplicadas em dois meses, tempo que os youtubers têm para se adequar às regras. Caso o produtor de conteúdo tome três advertências por violação dentro de 90 dias, o canal será excluído.