Imagem de: Google libera domínio “duck.com” ao concorrente DuckDuckGo

Google libera domínio “duck.com” ao concorrente DuckDuckGo

1 min de leitura
Avatar do autor

Comprar domínios da web é uma atividade comum para as gigantes da tecnologia. Além de poder “reservar” um espacinho para futuros projetos, elas aproveitam também para se protegerem de possíveis “cópias” de seus serviços — criados por terceiros, justamente para pegar carona na fama de sites famosos. Além disso, serve também para as empresas ganharem com especulação e até com a venda para rivais, entre outras possibilidade.s

Recentemente, ocorreu algo curioso com uma das propriedades virtuais da Google. O endereço “duck.com” foi adquirido inicialmente como parte da aquisição da On2, que era conhecida anteriormente por Duck Corporation. Antes, ao segui-lo, você iria parar na página inicial de busca da companhia de Mountain View — algo que acontece também com variações como “googel”, “gogole”, entre outras.

Acontece que muita gente que tentava usar o motor de buscas DuckDuckGo, “que tem como particularidade utilizar informações de origem crowdsourcing para melhorar a relevância dos resultados”, acabava caindo na home do Google — o que era extremamente frustrante para seus usuários, afinal, tratam-se de concorrentes.

Mas, no final, o bom senso reinou na própria Gigante das Buscas. Um funcionário da própria companhia disse que “para ajudar os navegadores perdidos, alteramos o redirecionamento e adicionamos links” para a DuckDuckGo. Ou seja, ao digitar “duck.com” no browser, agora você é levado ao DuckDuckGo.

Bem, o pessoal da página do patinho gostou. “Temos a satisfação de o Google ter optado por transferir a propriedade da duck.com para a DuckDuckGo, o que tornará mais fácil para as pessoas usarem o DuckDuckGo.”

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Google libera domínio “duck.com” ao concorrente DuckDuckGo