Se você tem navegado por todos os cantos da internet na última década, já deve ter pelo menos ouvido falar do filme Fanimatrix. Essa criação de um grupo de amigos neozelandeses não é apenas uma versão de Matrix (1999) feita por fãs, mas também é o torrent mais antigo do mundo ainda em atividade, de acordo com o TorrentFreak.

Fanimatrix completou na última sexta-feira (28) seus 15 anos de publicação na rede do BitTorrent. Desde então, o filme tem sido “semeado” por dezenas de milhares de usuários do compartilhador de torrent, e os criadores da obra amadora não poderiam estar mais impressionados.

Metade desse orçamento foi gasto em apenas uma jaqueta de couro

O filme foi produzido com um orçamento de US$ 800 nos idos de 2003, mas metade desse orçamento foi gasto em apenas uma jaqueta de couro para um dos personagens da película. Todo o trabalho de gravação e edição foi concluído em apenas nove dias e, em seguida, o time se encontrou em uma situação complicada:

Como distribuir esse filme na internet sem gastar uma fortuna com a hospedagem do arquivo. Na época, não havia ainda o conceito de streaming de vídeo, tampouco do armazenamento em nuvem de grande capacidade. A equipe então conseguiu diminuir o arquivo do filme para 150 MB, e um dos integrantes saiu em busca de uma forma de compartilhar a obra com o mundo.

torrent freak

O TorrentFreak conversou com Sebastian Kai Frost, que era basicamente o “nerd dos computadores” da equipe. Ele comentou que simplesmente colocar o filme em um site para download não era uma opção.

Toda a banda de conectividade do país com a internet na época era menor que a de um modem WiFi moderno

“Na Nova Zelândia, isso teria resultado em uma quantidade de largura de banda caríssima a ser usada para compartilhar o filme em HTTP ou FTP. Especialmente considerando que toda a banda de conectividade do país com a internet na época era menor que a de um modem WiFi moderno”, disse Frost.

Ele estimou que, só no primeiro mês, a equipe teria que pagar o equivalente a US$ 550 mil em contas para manter esse único arquivo de 150 MB no ar, o que exacerba a diferença da internet naquela época com o que temos hoje.

Depois de muita pesquisa, Frost encontrou algo que poderia ser a solução, um tal de BitTorrent, que era gratuito e permitia que milhares de pessoas dividissem o “peso” do arquivo em suas conexões com a internet e enviassem para outras pessoas aos poucos.

Ele despontou mesmo quando matérias na TV da Nova Zelândia e dos EUA mencionaram o filme

“Acabou que usar o BitTorrent foi uma ótima ideia porque o arquivo foi baixado dezenas de milhares de vezes só na primeira semana, e então ele despontou mesmo quando matérias na TV da Nova Zelândia e dos EUA mencionaram o filme”, revelou Frost.

Nos primeiros sete dias, Fanimatrix foi baixado mais de 70 mil vezes, o que é um número impressionante para a época e ainda muito importante para os padrões de hoje. Se você acabou de começar um canal no YouTube, e o seu primeiro vídeo ganha 70 mil visualizações em uma semana, você fica muito feliz e se sente bem-sucedido.

Hoje, entretanto, o filme é mais um pedaço da história da internet do que algo que as pessoas estão animadas para assistir, como foi o caso no início da década de 2000. Eu mesmo lembro ter ouvido falar desse título ainda na época que usava internet discada.

site do Fanimatrixsite do Fanimatrix continua ativo

“O fato de as pessoas ainda semearem o filme depois de todos esses anos é muito bom. Mas eu acredito que muita gente está nesse barco agora porque querem fazer parte do esforço para manter vivo o mais antigo torrent do mundo. O que por si só é uma razão incrível”, completou.

O site original de Fanimatrix será refeito nos próximos meses a deve oferecer ainda uma versão de melhor qualidade do filme original.