Todo mundo que usa GIFs sabe que uma das coisas que mais incomoda é o fato da maioria estar em baixa resolução. Além disso, várias vezes é difícil encontrar alguns dos modelos porque as tags não foram cadastradas com palavras de maior apelo popular. Pois bem, o site Gfycat promete mudar o jogo com o uso da inteligência artificial (ou artificial intelligence — AI) e da máquina de aprendizado.

* Confira nossa retrospectiva de GIFs mais rodados em 2017

O primeiro projeto, chamado de Project Angora, será responsável por buscar a fonte dos vídeos do GIF e então substituir a versões de baixa fidelidade por uma de alta resolução. De acordo com seus próprios números, a companhia sobe cerca de 15 mil GIFs diariamente e criou 2 milhões de resultados de qualidade superior até o momento.

O Project Maru usa o reconhecimento facial para identificar celebridades que não foram classificadas — ou taggeadas — adequadamente. Seu sistema vem sendo treinado para diferenciar uma ampla gama de rostos, distinguindo bem atrizes asiáticas como Lucy Liu e Constance Wu — algo que não era possível anteriormente.

gif gfycat

Já o Project Felix, que completa essa investida do Gfycat, concentra seu poder de fogo na identificar com mais precisão o texto que acompanha os GIFs, que geralmente são pouco legíveis. O programa usa análise estatística para adivinhar onde os caracteres devem ficar posicionados e em seguida alimenta uma imagem binária em um sistema de rastreamento óptico de caracteres para gerar uma nova amostra digital, dinâmico e mais fácil de ler. Veja o exemplo abaixo:

O Giphy continua sendo a plataforma mais acessada quanto o assunto é GIF, com uma base de 200 milhões de usuários ativos. Porém, com esse upgrade, pode ser que o Gfycat ganhe uma grande vantagem nos próximos meses e, quem sabe, até mesmo ameace a liderança da concorrência.

Cupons de desconto TecMundo: