Microsoft usa reconhecimento facial para abrir portinholas dos pets

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft usa reconhecimento facial para abrir portinholas dos pets
Avatar do autor

Sabe aquele seu bichano que adora sair de um cômodo só para te irritar, pedindo para entrar novamente? Agora não precisa mais ficar controlando a entrada: a Microsoft, em uma demonstração de seu sistema operacional para a Internet das Coisas (ou Internet of Things — IoT), o Windows 10 IoT Core, exemplificou a montagem de uma estrutura para reconhecimento facial dos animais de estimação.

Brincadeiras à parte, esse esquema pode mesmo ser útil para os pets transitarem livremente, de forma mais segura. A porta foi equipada com uma webcam, sensores infravermelhos de movimento,  motores, um software de identificação e uma mini placa-mãe Minnowboard Max, ambos de baixo custo e código aberto.

Quando o animalzinho quer entrar, ele dispara a varredura de movimentos, que então liga a câmera. Ela registra a face e consulta a biblioteca livre OpenCV, treinada para encontrar detalhes cadastrados de seu felino ou cãozinho. Se as informações baterem, então ele fica liberado para passar. Confira o vídeo:

A ideia é, claro, mostrar para desenvolvedores e entusiastas o poder e a simplicidade do Windows 10 IoT Core, que pode então ser customizado para diversas outras experiências. Se você se interessou pelo projeto, pode montá-lo por conta própria com todas as instruções disponíveis no hackster.io.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Microsoft usa reconhecimento facial para abrir portinholas dos pets