Lançado pela primeira vez em 2015 (no Brasil, em 2016), o Android Auto tinha como ponto forte seu desenvolvimento em Material Design, a linguagem de design desenvolvida pela Google. Apesar de ainda eficiente na sua função principal, a interface do guia não tinha acompanhado as recentes mudanças, o que o deixava seu layout um pouco fora do quadrado.

Mas, em uma atualização recente, o aplicativo passou por upgrades que capricharam na parte estética e melhoraram a interação com o motorista ou passageiro. Veja algumas mudanças:

No layout anterior, tocar no menu expandido de opções removia botões de play/pause e as opções de passagem de música. 


Agora, o menu se expande acima da tela e fornece outras opções, como tocar músicas aleatoriamente e outros recursos do seu serviço de streaming de música.  

 

Sem falar na interface, que ficou mais bonita e com elementos mais bem distribuídos.  


Uma modificação de design que ajuda no reforço de identidade do Android é a presença do verde sólido em diversos elementos de tela, antes dominada por branco e cinza.


Outra mudança visível está na interface de ligação, com a inclusão de uma barra focada apenas em serviços de chamadas — como conexão Bluetooth ou mutar sua voz — e a possibilidade de ilustrar ao fundo da tela a imagem do contato, caso ela esteja cadastrada em seu telefone. 

 

O layout do discador também recebeu melhorias, facilitando a inclusão de números e evitando desligamentos acidentais durante a chamada. 

 

Além disso, há um ícone que facilita a troca do canal de saída da voz durante a ligação, que pode ocorrer pelo alto-falante do carro, pelo microfone do smartphone ou pelo microfone do fone de ouvido. 

Cupons de desconto TecMundo: