Não é de hoje que Elon Musk fala sobre suas opiniões a respeito de um possível futuro cheio de robôs e em que tudo que nos rodeia será controlado por inteligência artificial – mais especificamente, como tudo isso poderia acabar com a humanidade.

Agora, de acordo com o The Guardian, o CEO da Tesla e da SpaceX se juntou com mais outros 116 especialistas em IA e robótica para fazer uma carta aberta, endereçada a uma conferência internacional de pesquisadores de inteligência artificial que acontece essa semana, pedindo para que o mundo pare de fabricar armar autônomas o quanto antes.

A carta passa uma mensagem clara: “Armas letais autônomas podem se tornar a terceira revolução nas guerras. Uma vez desenvolvidas, elas vão permitir que conflitos armados sejam disputados em escalas nunca antes vistas, e a um ritmo mais rápido do que os humanos podem compreender. Essas armas podem ser do terror, armas que déspotas e terroristas usam contra populações inocentes e armas que podem ser hackeadas para se comportar de formas indesejáveis”.

Mais do que isso, o pedido é de urgência para que a comunidade científica haja, dizendo que “uma vez que esta Caixa de Pandora for aberta, será difícil fechar”. O pedido faz todo o sentido, já que a Rússia, por meio da empresa Kalashnikov, já anunciou que pretende desenvolver armamentos autônomos num futuro próximo.

A carta será entregue na abertura da IJCAI, que acontece na Austrália. Os comentários sobre a Skynet já podem começar.

Cupons de desconto TecMundo: