A assessoria de imprensa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), encarregada pelo ministro Gilberto Kassab, publicou hoje (13) uma nota afirmando que "não haverá mudanças no modelo atual de planos de banda larga fixa".

Isso significa que Gilberto Kassab, provavelmente após perceber as reações na internet, voltou atrás no que havia afirmado na quinta-feira passada (12): o fim da internet ilimitada da banda larga fixa seria "benéfico ao usuário". A ideia, segundo Kassab, era tornar o serviço "o mais elástico possível, mas que tenha um ponto de equilíbrio, porque as empresas têm seus limites".

Usuários de internet se uniram contra a medida

As reações foram muitas. Usuários e células hackers demonstraram insatisfação em redes sociais. Há poucas horas, a Anatel afirmou que o ministro errou ao realizar a afirmação — e você pode ler mais sobre isso aqui.

Na íntegra, você acompanha a nota do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) confirmando que a afirmação havia sido errônea:

"O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) reforça o compromisso do governo federal em atuar para que o direito do consumidor seja respeitado e garantido. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, esclarece que não haverá mudanças no modelo atual de planos de banda larga fixa, reiterando seu compromisso em atender o interesse da população e do consumidor"

Cupons de desconto TecMundo: