A internet é uma ótima ferramenta, mas você sabe que a sua privacidade é constantemente ameaçada. Além disso, tudo o que você escreve e faz acaba sendo registrado de alguma maneira — assim, são deixadas as "pegadas digitais".

Um projeto chamado Social Autopsy (Autópsia Social), da agência Degree180, pretende trazer à tona tudo o que você já falou de "podre" na internet. Ou seja, também vai ser possível escavar tudo sobre o que qualquer pessoa já comentou de controverso na internet.

Tudo isso vai ser feito por meio de análises de perfil, e esses perfis, com o tempo, vão formando um "necrotério", segundo o site. Assim que uma base de dados com 100 mil pessoas estiver formada (empresas também estão nessa conta), tudo vai ser liberado para acesso público.

De acordo com o Social Autopsy, as pessoas que você vai encontrar "são os seus professores, os seus médicos, os seus vizinhos e os seus colegas de trabalho. Pela primeira vez, vai ser possível ver como essas pessoas realmente são atrás de portas fechadas".

Pesquisa do site

Como funciona

Veja bem, a plataforma não escolhe perfis aleatoriamente. Ela oferece uma página para você entregar diversos dados de alguém. Entre eles: fotos, screenshots, links para redes sociais, escolaridade, local de trabalho etc. Após esse procedimento ser realizado, um perfil vai ser montado e deve ficar online para "pesquisa" durante um ano — ele ainda vai ficar disponível para pesquisas na Google com nome e sobrenome.

A ideia é expor as pessoas que abusam do discurso de ódio

"A nossa esperança é que o usuário considere com cuidado o que ele vai compartilhar", comentou a agência. A ideia é expor as pessoas que abusam do discurso de ódio.

Localizando, o site deu um exemplo de como eles vão classificar os discursos de ódio. Por exemplo, se alguém disser: "F*da-se o governo", não há problema. Contudo, uma frase como "espero que a Dilma morra e que ela seja estuprada" é um discurso extremamente pesado, e o holofote de "pessoa desagradável" vai ser jogado para cima de você.

O Autópsia Social se baseia na seguinte frase das Nações Unidas: "Ninguém deve ser penalizado pelo discurso de ódio, ao menos que ele mostre que você teve a intenção de discriminar, ser hostil ou violento".

Clicando aqui, você acessa o site.

Montando um perfil

Por outro lado

Uma plataforma como a Social Autopsy, se fizer sucesso, pode acabar mascarando muitas pessoas que tomam atitudes, no mínimo, "tristes". Por exemplo, usuários de internet que preferem dizer impróprios em vez de buscar conhecimento de causa.

É bom lembrar: é sempre interessante termos as portas dos armários abertas para saber com quem estamos lidando. E, com o tempo, essa plataforma pode esconder esse tipo de pessoa.

O que você acha da proposta do Autópsia Social? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: