Chewy Chong apresentou detalhes do IE 10 para a imprensa (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

Na tarde de hoje (10), jornalistas e blogueiros foram ao Microsoft Technology Center (MTC), em São Paulo, para assistir a uma apresentação sobre o Internet Explorer 10 e bater um papo com o gerente sênior do produto, Chewy Chong. Boa parte da conversa foi marcada pela preocupação da empresa em melhorar cada vez mais a experiência de uso do internauta e fazer com que o browser se destaque em dispositivos touchscreen.

De acordo com Chong, 60% do tempo usado pelas pessoas em tablets e smartphones são dispensados em navegação na internet, e não com aplicativos diversos. Por isso, a Gigante de Redmond redesenhou o navegador todo para que elementos da janela do software, por exemplo, fiquem oculto e o foco seja dado no conteúdo web. Além disso, as telas sensíveis ao toque exigem interações mais intuitivas, que também foram aperfeiçoadas pela empresa.

Touchscreen oferece novas formas de interação

Um bom exemplo é a forma como o Internet Explorer lida com as páginas de resultados das pesquisas do Google: em vez de ter que pressionar o dedo sobre o pequeno número no rodapé da página — ação que normalmente dá errado por causa da precisão do touchscreen —, quem usa o Internet Explorer 10 precisa apenas deslizar o dedo pela tela para que mais resultados sejam apresentados, como se estivesse virando a página de um livro.

Contre Jour, game que se beneficia do suporte multitoque do IE 10 (Fonte da imagem: Reprodução/Baixaki)

Além disso, o Internet Explorer reconhece até 8 toques simultâneos na tela, possibilitando, por exemplo, que desenvolvedores de games explorem essa funcionalidade em seus títulos, como é o caso do jogo Contre Jour.

Outro ponto que reforça a preocupação pela experiência de uso é o trabalho dispensado para aumentar ao máximo a compatibilidade do navegador com as bibliotecas e frameworks mais utilizados no desenvolvimento de websites, o que garante uma navegação mais eficiente.

Limpando a imagem do IE

Entretanto, Chewy Chong reconhece que o browser tem a imagem manchada na internet. E como forma de lidar com a situação de maneira positiva, a empresa até mesmo lançou campanhas publicitárias que exploram essa fama, como mostra o vídeo abaixo.

Quando questionado sobre como mudar essa percepção negativa que muitos possuem sobre o Internet Explorer, a resposta foi categórica: deem uma chance ao IE 10. Chong reconhece ser muito difícil voltar à antiga fatia de mercado que o Internet Explorer detinha, mas ele acredita que as pessoas deveriam dar uma chance ao browser, usando-o de verdade durante alguns dias e, com isso, reconhecendo que o IE se mostra superior aos concorrentes.

Sobre a possibilidade de tornar o IE mais rápido ou até mesmo fornecer uma versão “light” do browser, Chong diz que isso pode prejudicar a experiência de uso, preferindo entregar uma solução mais completa e que possa ser personalizada pelo consumidor.

(Fonte da imagem: Reprodução/Microsoft)

Além disso, a performance de um browser não deve ser aumentada irresponsavelmente, pois esse tipo de ajuste pode afetar fatores mais críticos, como o consumo de bateria de dispositivos móveis. Todas as características do navegador devem ser precisamente ajustadas para que o sistema funcione bem.

Softwares e hardwares com mais integração

Outra característica singular do Internet Explorer e do Windows 8 em relação aos seus concorrentes é a integração que ele promove entre os aplicativos desenvolvidos para o sistema. A Microsoft deseja que diferentes apps possam “conversar” uns com os outros, algo que não acontece no iPad, segundo o gerente do IE.

Como se não bastasse, o Internet Explorer também promove a integração entre diferentes plataformas: seja em computadores, smartphones, tablets e até mesmo no video game Xbox 360, a experiência de uso com o IE 10 é sempre muito parecida. A integração é tão grande que um dispositivo pode até mesmo servir como extensão do outro, como a possibilidade de usar o celular para digitar textos no IE do Xbox.

Cupons de desconto TecMundo: