Talvez você conheça a Siri apenas como a assistente pessoal do iOS, mas ela não foi criada pela Apple. O software foi elaborado por um grupo de desenvolvedores que o lançou como um app na loja da Maçã e, em 2010, foi comprado para se tornar parte nativa do sistema. Com isso, os criadores da Siri partiram para outra e, agora, já estão planejando o lançamento de uma nova inteligência artificial, melhorada e mais flexível.

Ela se chama Viv e já está em seus estágios finais de desenvolvimento. A grande diferença entre ela e suas concorrentes (Siri, Google Now, Cortana e Alexa) seria o fato de ela conseguir agir “fora de seus limites”.

“A maior parte das assistentes virtuais de hoje consegue entender certa quantidade de perguntas, mas elas precisam ser ditas de uma forma muito específica e elas ativam respostas bem engessadas. O que distingue a Viv é o fato de ela tentar imitar a espontaneidade e a base de conhecimento de um assistente humano”, disse Oren Etzioni, CEO do Allen Institute for AI em Seattle, EUA.

O que distingue a Viv é o fato de ela tentar imitar a espontaneidade e a base de conhecimento de um assistente humano

Ele conversou com o The Washington Post sobre a Viv, criada por Dag Kittlaus e Adam Cheyer, e destacou que a assistente conseguirá trazer informações e ajudar os usuários de várias formas, mesmo que ela não tenha sido programada especificamente para realizar determinada tarefa. Ou seja, ela será mais flexível e abarcará um leque de possibilidades muito maior.

Já tentaram comprar

A inteligência artificial deve ser apresentada publicamente pela primeira vez na próxima segunda-feira (9) e, depois disso, saberemos mais detalhes sobre como ela de fato funciona. Ainda assim, é bom esperar algo bem impressionante, uma vez que Google e Facebook já tentaram comprar o software antes mesmo de ele ser terminado pelos criadores.

A inteligência artificial vai revolucionar o mundo mobile já em 2016 ou vai levar mais tempo para isso acontecer? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: