(Fonte da imagem: Reprodução/Intel)

A Intel apresentou durante uma conferência de supercomputadores em Denver, nos Estados Unidos, uma nova geração de processadores para esse tipo de equipamento. Trata-se de modelos evoluídos da linha Xeon Phi, conhecidos até agora apenas pelo codinome "Knights Landing".

Os chips, fabricados em uma arquitetura de 14 nm, diferenciam-se dos anteriores por terem a capacidade de funcionar como a principal unidade de processamento de um equipamento que exija bastante do componente, como um supercomputador.

Anteriormente, a CPU de múltiplos núcleos funcionava como coprocessador e precisava de um modelo específico de servidores para rodar um sistema operacional e hospedar certos aplicativos. Além disso, o Knights Landing pode ser um coprocesador em um slot PCI-express, outro avanço em relação à linha anterior, a "Knights Corner".

Como não precisa lançar dados entre vários componentes, como memórias e plataformas de aceleração, o Knights Landing deve ser mais rápido, fácil de ser programado e de menor custo. Uma memória de alta velocidade será implantada no chip, além de novas especificidades na arquitetura. O lançamento do processador não deve acontecer antes de 2015, mas pesquisadores, operadores de servidores e fãs da área estão ansiosos desde já.

Cupons de desconto TecMundo: