A indústria perdeu nesta segunda-feira (21) um de seus grandes nomes. A Intel anunciou que Andy Grove, um dos presidentes e chefes executivos mais marcantes da empresa, faleceu aos 79 anos.

A carreira profissional de Grove se mistura com a da própria Intel. Ele foi o primeiro funcionário contratado da empresa, em 1968, quando ex-empregados da Fairchild Semiconductor começaram uma nova empresa. Depois do cargo de diretor de engenharia, ele assumiu a presidência da marca em 1979 e se tornou CEO em 1987. De 1997 até 2005, continuou a participação como membro do conselho.

Ele é um dos principais responsáveis pela mudança de pensamento da Intel, o que levou a marca a ser uma gigante da tecnologia. Foi Grove um dos que mais insistiram na fabricação de microprocessadores em vez de chips de memória. Sob seu comando, a empresa lançou clássicos como o 386 e a linha Pentium, praticamente inaugurando e impulsionando a era de ouro dos PCs. Se deu certo? O rendimento da companhia com ele no comando pulou de US$ 1,9 bilhão para mais de US$ 26 bilhões.

Antes da fama, a guerra

Grove nasceu em Budapeste com o nome de András Gróf. Ele é húngaro de origem e imigrou para os Estados Unidos em meados de 1956. A infância foi dura: quando era criança, os nazistas ocuparam sua terra natal. Escondido com a mãe na casa de amigos enquanto o pai foi levado para fazer trabalhos forçados, ele escapou com uma identidade falsa. Milhares de judeus eram enviados de Budapeste para campos de concentração.

As decisões de Grove revolucionaram o mercado de PCs; décadas antes, ele fugia da Hungria ocupada pelos soviéticos

Em seguida, a União Soviética ocupou o país. Em 1956, a Revolução Húngara estourou e essa foi a hora de fugir de vez. Grove já trabalhava como jornalista na época. Primeiro, ele e um amigo foram para a Áustria antes de embarcarem para os EUA. Em sua carteira, US$ 20. Felizmente, um grupo de apoio a imigrantes o resgatou e ajudou o agora Andrew Grove a recomeçar a vida. Em Nova York, ele estudou Engenharia Química e se tornou PhD na Universidade da Califórnia. Dá ou não um filme?

A causa da morte não foi divulgada. Grove se afastou da Intel para lutar contra um câncer de próstata, mas havia vencido a batalha. Entretanto, ele também tinha mal de Parkinson. Além de duas filhas e oito netos, ele deixa a esposa, Eva, com quem era casado há 58 anos.

Você conhecia a história de Andy Grove antes e durante a Intel? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: