O termo Internet of Things (IoT) - em tradução livre, Internet das Coisas - não é novo para quem está sempre querendo se informar sobre tecnologia. Explicando de uma forma bem crua , a IoT é revolução tecnológica que, primeiramente, pretende ligar objetos e aparelhos do dia-a-dia a grandes bases de dados e à internet.

Trocando em miúdos: a Internet das Coisas ligaria os objetos do mundo de um modo sensorial e inteligente. Um bom exemplo são as cidades inteligentes. Municípios que contam com sistemas de alta tecnologia para ajudar nos setores de saúde, segurança e educação.

Temos um ótimo exemplo no interior de São Paulo, uma pequena cidade chamada Águas de São Pedro tem sido um bom experimento para essas tecnologias. Com a ajuda de empresas de tecnologia como a Huawei e da Telefônica, o município tem feito em tecnologias bem que tornaram a cidade uma referencia.

Fabio Pontes, secretário de turismo de Águas de São Pedro, nos mostrou algumas inovações bem interessantes pelas quais a cidade tem passado nos últimos anos. Ele diz que com a ajuda da tecnologia, o município tem se tornado um bom exemplo, não só no estado de São Paulo, mas em todo o país.

Procurando uma vaguinha?

Já pensou como seria mais fácil de estacionar pudéssemos saber exatamente onde tem uma vaga? Pois é, a cidade conta com um interessante sistema de estacionamentos inteligentes.

Sensores são colocados em cada vaga de estacionamento. Esses aparelhos estão conectados a uma plataforma central que envia em tempo real informações sobre a ocupação das vagas. Como os cidadãos ficam sabendo se a vaga está ocupada ou não? Simples. Usando um app em seus smartphones.

Luz inteligente

Alguns postes de luz de Águas de São Pedro também dão um show de tecnologia. Esses objetos foram equipados com sensores que detectam a presença de pessoas, se não houver ninguém naquele local, a potência da iluminação diminui em 50%, economizando energia. Além disso, o sistema detecta a luz externa. Dessa forma, quando amanhece e o céu já está claro, as lâmpadas se desligam automaticamente. 

Sistema de segurança

O secretario nos informou também sobre o sistema de câmeras que a cidades dispõe. Nem pense em cometer infrações de trânsito na cidade. Águas de São Pedro está equipada com 15 câmeras que conseguem focalizar automática e perfeitamente as placas dos infratores. Um sistema de monitoramento fica aposto para fazer gravações que ficam armazenadas por até três meses os bancos de dados.

Segundo Pontes, por conta da precisão das câmeras e da qualidade das imagens, a central de monitoramento ajudou a resolver crimes na cidade e a inibir motoristas de cometer infrações.

Saúde 2.0

Águas de São Pedro também conta com um sistema de saúde conectado. Os postos de saúde contam com agendamento web. Além disso, os cidadãos tem acesso à agenda dos profissionais disponíveis e marcar as consultas pelo computador ou por dispositivos móveis.

A identificação dos usuários do sistema de saúde da cidade é feita por biometria, evitando qualquer tipo de falsificação nos cadastros.

Mas não é só dentro dos postos de saúde que a população conta com a inovação. Os agentes de campo também estão equipados com dispositivos móveis conectados à internet que usam softwares e aplicativos para a localização de focos e situações de risco.

Estudar conectado

Algumas escolas da cidade também contam com um sistema que está sendo implementado aos poucos no Brasil. O estudo conectado. Alunos e professores usam tablets nas salas de aula para acessar conteúdos digitais, como livros, revistas e jornais online.

"Como estou atendendo?"

Adaptando um pouco a ideia daqueles adesivos de caminhão, a cidade também dispões de um portal do cidadão. Um sistema – que pode ser acessado tanto de computadores quanto de dispositivos moveis - em que a população pode dar sugestões ou fazer reclamações.

O sistema conta com uma plataforma centralizada de chamadas com controle de despacho para equipes de campo e gestão de qualidade do atendimento.

Todos esses sistema apresentados acima estão integrados a um único ambiente que possibilita a resolução eficaz dos problemas e verificação de desempenho dos serviços digitais. Ou seja, a prefeitura tem processos de controle de qualidade fim-a-fim de todas as soluções dos fornecedores em uma única plataforma integrada.

E o futuro?

O secretario de turismo da cidade, Fabio Pontes, nos informa que mais coisas estão por vir.  “Estão sendo estudadas algumas novas soluções digitais para gerar mais valor para o cidadão e melhorias a gestão pública˜, diz.

Uma delas é o WiFi público. A cidade terá pontos de acesso à internet em locais selecionados que vai permitir a identificação e fidelização do usuário. Além disso, outro projeto que está sendo pensado é o Portal da Cidade Inteligente. Este será um upgrade do sistema de participação do cidadão.

Estão sendo estudadas algumas novas soluções digitais para gerar mais valor para o cidadão e melhorias a gestão pública — Fabio Pontes, secretátio de turismo de Águas de São Pedro

Além de permitir um canal de comunicação direta com a população, como já ocorre, o novo sistema permitirá  publicação dos objetivos e resultados da prefeitura e a divulgação de indicadores inteligentes.

Águas de São Pedro pode até ser a menor cidade do estado de São Paulo (em relação à área) mas com certeza  é a melhor conectada. Experimentos como esses feitos no município estão sendo transportados para outros de médio e grande porte.

Segundo a Huawei, assim como o tamanho, os desafios são bem maiores, afinal tornar, por exemplo, uma das maiores cidades do mundo – São Paulo, nesse casos – totalmente conectada é bem mais complicado, mas não impossível. 

Cupons de desconto TecMundo: