Em um comunicado recente à imprensa, a HP anunciou a chegada de uma nova geração da sua linha de workstations HP Z, trazendo maior capacidade de expansão do sistema, memória com mais velocidade e atualizações diversas para quem exige muito das máquinas. Entre as novidades está a adição do SSD PCIe HP Z Turbo Drive de segunda geração com 1 TB de armazenamento, considerado a solução mais rápida da empresa.

As novas workstations desktop HP Z840, Z640 e Z440 contam com a família mais recente de processadores Intel Xeon série E5-2600 v4. Suportando até 44 núcleos físicos por máquina, as novidades da HP conseguem trabalhar com velocidades de memória de até 2.400 MHz, unindo poder de fogo e rapidez. Os aparelhos usam ainda memória DDR4 e contam com aprimoramentos de BIOS para otimizar o desempenho do sistema.

As máquinas virão com o novo HP Z Turbo Drive G2

A adição da segunda geração do HP Z Turbo Drive com armazenamento SSD PCIe de 1 TB garante, segundo a fabricante, até quatro vezes o desempenho de leitura dos SSDs tradicionais por um custo semelhante. Com níveis ultrarrápidos de resposta de E/S, a novidade pode processas amplos conjuntos de dados de uma vez. Além disso, o componente pode ser integrado a outros SSDs e HDs SATA de alta capacidade.

Configurações técnicas das workstations HP Z840, Z640 e Z440

  • CPU: procesadores Intel Xeon série E5-2600 v4, com suporte a até 44 núcleos físicos por máquina
  • GPU: compatibilidade com novas gerações das linhas NVIDIA Quadro e AMD FirePro, com opções com duas placas
  • Memória: RAM DDR4 co até 2.400 MHz
  • Armazenamento: SSD PCIe HP Z Turbo Drive de segunda geração com 1 TB e integração a SSDs e HDs SATA de alta capacidade adicionais

Novas workstations HP Z840, Z640 e Z440

Prontas para a realidade virtual

Quanto ao processamento gráfico, os aparelhos são compatíveis com os produtos mais novos das linhas NVIDIA Quadro e AMD FirePro. Segundo a HP, os aparelhos oferecem sistemas NVIDIA Pro VR Ready, que fornecem o desempenho necessário para criadores de conteúdo e promovem uma experiência de realidade virtual com grande precisão. Cada configuração das workstations é testada com dispositivos de vídeo HTC Vive.

A melhor opção para quem deseja trabalhar com realidade virtual apresenta duas placas NVIDIA Quadro M6000 de 24 GB e tem disponibilidade prevista para este trimestre. Graças a tecnologias como a NVIDIA VR SLI, GPU Affinity API e VR Synchronization, os computadores conseguem duplicar efetivamente a potência de renderização do sistema para os aplicativos de VR mais exigentes, maximizar o desempenho e eliminar rupturas de imagem.

Estamos prestes a inaugurar uma nova fronteira que irá mudar a maneira que criadores e artistas desenvolvem conteúdo imersivo

A HP garante que os criadores de experiências VR terão garantia de que as máquinas com configurações recomendadas trabalharão com taxas de frame extremamente altas e baixa latência mesmo quando estiverem lidando com conjuntos de dados mais complexos. “Estamos prestes a inaugurar uma nova fronteira que irá mudar a maneira que criadores e artistas desenvolvem conteúdo imersivo”, afirma Jeff Wood, vice-presidente da HP.

“A VR está indo além dos jogos e revolucionando áreas que fazem parte do nosso dia a dia, como medicina, arquitetura, educação, design de produtos e revendas. Nossas iniciativas VR Ready facilitam a adoção da tecnologia de realidade virtual por usuários profissionais para que tomem decisões mais bem informadas e ofereçam os melhores resultados”, complementa Bob Pette, vice-presidente de visualização profissional da NVIDIA.

Menor é melhor

Outra novidade reveada pela empresa foi a terceira geração da sua workstation all-in-one, a HP Z1. Reinventada para incorporar as necessidades mais atuais dos consumidores, a máquina agora ocupa um espaço 47% menor e é 51% mais leve do que a geração anterior, além de ter um custo 20% menor – tudo isso sem sacrificar a expansividade que marca a linha de produtos.

A tela antirreflexo de 23,6 polegadas conta com resolução UHD (4K) e possui suporte para a conexão de até dois monitores adicionais. No interior, a Z1 G3 tem um processador Intel Xeon quad-core, memória ECC de 64 GB, placa gráfica NVIDIA Quadro, dois PCIe HP Z Turbo Drive, capacidade para adição de dois HDs ou SSDs SATA de 2,5 polegadas e suporte para a tecnologias Thunderbolt 3 por meio de duas portas UBS Type-C.

As máquinas serão compatíveis com as placas gráficas mais recentes

Outro aspecto mantido na Z1 G3 foi o acesso fácil à traseira do chassi e ao seus componentes internos, o que pode ser realizado rapidamente sem o uso de ferramentas. “A troca de peças é feita em questão de minutos, sem que você tenha que levar para outros lugar ou exigindo muito esforço do seu departamento de TI”, explicou um representante da HP. A novidade poderá ser comprada por consumidores e empresas do munto todo a partir de 9 de maio.

Especificações técnicas da workstation all-in-one HP Z1 G3

  • Tela: dislay antirreflexo de 23,6 polegadas conta com resolução UHD (4K) e suporte a até dois monitores adicionais
  • CPU: processador Intel Xeon Skylake quad-core
  • GPU: placa de vídeo NVIDIA Quadro de última geração
  • Memória: chips ECC de 64 GB
  • Armazenamento: dois PCIe HP Z Turbo Drive, capacidade para adição de dois HDs ou SSDs SATA de 2,5 polegadas

A workstation tudo-em-um HP Z1 G3 terá tamanho reduzido em comparação à segunda geração

Melhorando até o seu Mac

Os usuários das workstations HP Z podem contar ainda com o Remote Graphics Software (RGS) da empresa, que garante que eles tenham acesso remoto a todo o poder de fogo de suas máquinas mesmo quando estiverem trabalhando remotamente. Agora, a fabricante revela que vai expandir o alcance do programa como o anúncio de um receptor próprio para computadores com Mac OS.

“Com o RGS, os usuários de produtos Mac ou MacBook podem se conectar com workstations Windows ou Linux no escritório e em todo o mundo para uma sessão remota ou colaboração ao vivo no desenvolvimento conjunto, em edições interativas ou em análises de projeto”, diz a HP. Assim, a empresa ressalta que os usuários de PCs da Apple poderão acessar conteúdo 2D e 3D crítico e de alto desempenho, vídeos e aplicativos sofisticados.

O software consegue atingir velociades de transferência elevadas, permitindo a reprodução de conteúdo em até 60 fps mesmo em monitores 4K. “Usar o HP RGS para conectar um MacBook Pro a uma workstation HP Z840 totalmente carregada é como atualizar seu Mac com até nove vezes os núcleos de processamento, 30 vezes a memória e adicionar gráficos NVIDIA Quadro profissionais”, diz a empresa. Os dados transmitidos são protegidos por criptografia de 256 bits.

O que você achou das novidades da linha HP Z de workstations? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: