Há anos desenvolvendo uma tecnologia que permite que carros andem sozinhos (ou seja, sem a necessidade de um motorista no comando), a Google finalmente parece disposta a dar o próximo passo. De acordo com The Wall Street Journal, a companhia está em busca de uma montadora para ser a grande parceira da gigante nesse projeto.

A Google já afirmou que não quer ser uma fabricante de automóveis, mas também não pretende somente lançar a tecnologia que garanta a autonomia aos veículos. Por isso, o diretor do setor de carros autônomos da empresa, Chris Urmson, alega que eles estão "procurando por parceiros".

A Gigante das Buscas prefere focar apenas no software, especialmente em busca do barateamento da tecnologia. Depois de fechar negócio, a ideia é começar os testes com a primeira frota autônoma já em 2015. Em cinco anos, a Google pretende lançar comercialmente o tal carro que dirige sozinho.

Novo Android Auto

Outra novidade relacionada a carros e à Google é que a gigante estaria desenvolvendo uma versão para Android que seria embutida diretamente em veículos — ao contrário do Android Auto, que exige um pareamento.

Segundo a Reuters, por fazer parte do veículo, ele teria acesso a mais dados e seria capaz de proporcionar funções bem mais aprimoradas. O sistema operacional tem o nome provisório de Android M e deve estrear em veículos somente na segunda metade de 2015.

Cupons de desconto TecMundo: