AmpliarSistema de circulação de ar utilizado nos data centers da Google (Fonte da imagem: Reprodução/Bloomberg)

Fontes do site Bloomberg afirmam que a Google pode passar a desenvolver seus próprios processadores com tecnologia ARM. A decisão teria como objetivo otimizar a interação entre software e hardware dos servidores da companhia – o que seria um passo lógico, já que a empresa vem se esforçando bastante no design de seus próprios data centers espalhados pelo mundo.

Se por um lado isso pode ser uma boa notícia para a Google, a situação é a contrária para a Intel. Isso porque atualmente a gigante de Mountain View é a quinta maior cliente da fabricante de chips. Perder um cliente tão grande definitivamente vai causar uma grande queda nos lucros da Intel.

Vale lembrar, como sempre, que isso se trata apenas de rumores (e que devem continuar assim por algum tempo, já que a Google não quis comentar sobre o assunto quando questionada). Resta esperar para descobrir se a empresa vai mesmo começar a trabalhar com os processadores.

Cupons de desconto TecMundo: