Tudo bem que a poesia não é voltada apenas para o amor, apesar de o sentimento ser o motor da maioria das inspirações e aspirações humanas. No entanto, a plataforma de inteligência artificial Google Brain, que não é capaz de experimentar qualquer tipo de sentimento, vem escrevendo alguns poemas.

Infelizmente, a Google Brain não anda muito "feliz", já que os poemas escritos pela IA passam a sensação de tristeza — e você pode incluir até as palavras "mistério" e "obscuro" nesse pacote. A guinada "depressiva" da inteligência artificial pode até ter alguma relação com a Google Deep Dream, que representa os sonhos da IA e gerou imagens bem estranhas.

Segundo o Slashgear, a equipe por trás do experimento inseriu cerca de 3 mil romances e 1,5 mil contos de ficção na plataforma. Então, a Google Brain teve o trabalho de completar sentenças com frases correspondentes — a equipe apenas pedia para a IA completar o "meio" dos poemas, indicando a primeira e a última frases.

Resultado do Google DeepDream

Veja um dos resultados:

  • “It made me want to cry. No one had seen him since. It made me feel uneasy. No one had seen him. The thought made me smile. The pain was unbearable. The crowd was silent. The man called out. The old man said. The man asked.”
  • Tradução: "Isso me fez querer chorar. Ninguém tinha o visto desde então. Isso fez com que eu me sentisse desconfortável. Ninguém o tinha visto. O pensamento me fez sorrir. A dor era insuportável. A multidão ficou em silêncio. O homem gritou. O velho disse. O homem perguntou".

Todo o processo pode ser acompanhado em detalhes neste link. O interessante é que podemos ver como a inteligência artificial está evoluindo e entendo capacidades linguísticas. O que você acha? Será que é possível enganar alguns hipsters com esses poemas artificiais? Diga nos comentários.

O que você acha dessa poesia feita por IA? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: