Em uma publicação recente em um de seus blogs, a Google revelou que tem planos de alterar seu mecanismo de pesquisas para dar prioridade para sites que não incomodem os leitores com o uso de anúncios popup que atrapalhem a visualização de seu conteúdo em smartphones. De acordo com a Gigante das Buscas, páginas que tiverem esse tipo de publicidade serão identificadas pelos seus algoritmos e podem perder posições na ordem em que aparecem no buscador.

Se alguma vez você já abriu uma página que não permite que seu conteúdo seja lido enquanto você não esperar alguns segundos ou clicar em um botão X escondido, então sabe como a experiência pode ser irritante. Segundo a Google, a medida não somente vai direcionar os usuários para as páginas mais informativas, mas também vai diminuir as chances de eles se incomodarem ao abrir um website poluído por popups.

Essa, no entanto, será apenas mais uma das incontáveis regras seguidas pelos algoritmos da empresa de Mountain View na hora de determinar exatamente quais vão ser os resultados para as suas buscas. Na prática, isso significa que, se determinado site ainda tiver as informações mais apropriadas para atender a determinada pesquisa, o fato dele usar anúncios em popup não vai impedir que ele apreça em primeiro. Entre páginas com conteúdo similar, no entanto, a que utilizar esse tipo de propaganda deve cair nos resultados do buscador.

Exemplos de anúncios considerados intrusivos pela Google

De pouco em pouco

A medida vem para se somar a outras decisões tomadas pela Google a respeito das “melhores práticas” para as páginas que quiserem aparecer mais nas buscas. Ano passado, a Gigante passou a melhorar o ranking de sites que sejam apropriados para visualização em smartphones. Já em 2014, a empresa de Mountain View também começou a incentivar páginas encriptadas.

De acordo com o blog da companhia, a novidade deve entrar em vigor no dia 10 de janeiro de 2017. Vale ressaltar, no entanto, que a medida não vai prejudicar páginas que usem popups para pedir permissão para usar cookies, que precisem fazer a verificação da idade dos usuários ou que possuam banners que ocupem “uma quantidade razoável de espaço em tela”.

Cupons de desconto TecMundo: