O órgão norte-americano responsável pelo padrão de classificação indicativa Entertainment Software Rating Board (ESRB), usado nos video games tradicionais lançados na América do Norte, anunciou que o sistema será aplicado também nas plataformas mobile.

A Google Play e o Firefox Marketplace serão os primeiros mercados digitais de dispositivos móveis a adotar o novo padrão. Apple, Nintendo, Microsoft e Sony devem ser as próximas companhias dessa parceria — atualmente, elas utilizam ou um sistema próprio ou que não se encaixa no padrão.

O mercado mobile é complicado de ser classificado: a quantidade de novidades na Google Play por dia é absurda e, às vezes, não é possível colocar a idade correta recomendada para a utilização de novos aplicativos. Agora, é o próprio desenvolvedor que seleciona essa opção. Seguir ou não a faixa etária solicitada não é uma obrigação, dependendo dos pais ou do próprio usuário.

O sistema ESRB faz parte da International Age Rating Coalition (IARC), uma parceria que inclui também a classificação indicativa brasileira por meio do Classificação Indicativa (ClassInd), departamento de classificação do Ministério da Justiça.

Você pode conferir dois exemplos das novas regras etárias nas imagens acima, tiradas pelo próprio TecMundo da Google Play já atualizada. Um dos apps tem regulação "Livre" (próprio para todas as idades), enquanto o outro jogo é recomendado para maiores de 10 anos — lembrando que os usuários brasileiros começarão a ver os apps classificados como livres ou voltados a usuários de 10,12, 14, 16 ou 18 anos.

[Atualizado]

De acordo com a própria Google: "A partir de maio, todos os novos aplicativos e atualizações de aplicativos existentes exigirão um questionário preenchido, antes que sejam publicados no Google Play.". A empresa também revela que os desenvolvedores devem preencher os formulários necessários por meio do console de desenvolvimento presente na Google Play.

Cupons de desconto TecMundo: