A Google chegou ao mercado mobile com seu primeiro smartphone totalmente feito em casa. O Pixel e o Pixel XL foram desenvolvidos inteiramente pela empresa, desde o software até o hardware, e o resultado foi bastante surpreendente. Contudo, tem muita gente que ainda tem suas dúvidas sobre se vale a pena ou não se dar ao trabalho de importar um smartphone desses para o Brasil, seja indo aos EUA a turismo ou pedindo para algum amigo trazer. Por isso, a gente resolveu destacar cinco prós e cinco contras do Pixel em relação aos seus concorrentes.

Nós basicamente selecionamos aqueles pontos que mais chamam atenção no celular da Google e que podem convencer uma pessoa a comprá-lo ou desistir dele. Isso inclui algumas coisas mais importantes e outras que talvez não tenham muito apelo para um grupo de usuários ao passo que são vitais para outro. Agora, confira a lista.

Pró 1 – Google Assistente

Não há como falar do Pixel e não comentar sobre o Google Assistente. Essa ferramenta inteligente do smartphone é hoje o assistente digital mais funcional e inteligente presente em um smartphone. Isso porque ele tem um grande leque de possibilidades de uso, desde as mais básicas às mais complexas. Você pode pedir para o celular tocar determinada música, perguntar a ele quem é tal pessoa e suas características e ainda pedir para agendar coisas no seu calendário. O Assistente tem até um senso de humor engraçadinho, sendo capaz de contar umas piadas.

Mas o que o destaca dos demais é a sua capacidade de conversar com o usuário de maneira natural. Você pode fazer uma pergunta como “qual é o melhor restaurante do Batel?” e, em seguida, receber um resultado baseado nas avaliações de locais postadas no Google Maps. Se você perguntar depois disso “como eu chego lá?”, sem dizer o nome do restaurante, o Assistente vai entender a referência e vai abrir o mapa do seu smartphone já na navegação. Isso é apenas uma das possibilidades.

Os novos iPhones têm a Siri, mas ela já está ficando um tanto ultrapassada. Os tops da Samsung, como o Galaxy S7, têm que se contentar com o Google Now, o “progenitor” do Google Assistente.

Pró 2 – Câmeras

Não há discussão quanto a isso: as câmeras do Pixel realmente tiram ótimas fotos, melhores muitas vezes que as dos novos iPhones 7 e 7 Plus e também que os Galaxy S7 e S7 Edge. Isso basicamente se deve ao processamento de imagem renovado que a Google colocou em seus aparelhos, uma vez que o sensor em si é figurinha repetida em vários outros dispositivos à venda por aí. Fora isso, o Pixel ainda tem um sistema de estabilização de imagem por software que funciona surpreendentemente bem e melhora fotos noturnas e vídeos em qualquer situação.

Pró 3 – Desempenho

Em nossa análise completa do Pixel, notamos que ele ficou para trás do Galaxy S7, iPhone 7 e Zenfone 3 Deluxe nos testes de benchmark. Contudo, no uso cotidiano, a situação é bem diferente. O Pixel tem uma fluidez sem igual no mundo Android e rivaliza com os últimos aparelhos da Apple na execução de apps e na agilidade ao lidar com tarefas mais complexas, como games e apps pesados para edição de imagens. Isso quer dizer que, apesar de não ter o melhor desempenho nominal, o Pixel é sim digno de respeito no uso cotidiano.

Pró 4 – Tela

A tela do Pixel é Full HD, mas o seu tamanho reduzido faz com que sua densidade de pixels rivalize com as telas de maior resolução. Isso quer dizer que, apesar de contar com bem menos pixels que a do Galaxy S7, a tela do smartphone da Google é tão bonita quanto, representando cores muito bem e com alto nível de contraste. Contudo, o display do Pixel não é tão brilhoso quanto o do smartphone da Samsung. Por outro lado, a tela do celular da Google é claramente mais avançada que a dos iPhones.

Pró 5 – Compacto

Em um mundo onde smartphones estão ficando cada dia maiores, a Google resolveu lançar o Pixel em uma carcaça reduzida. Além de ser mais fácil de segurar e carregar no bolso, a vantagem que esse aparelho tem em relação aos concorrentes é o fato de a versão menor não ter recursos a menos que o Pixel XL.

A única mudança é a tela maior com mais resolução e a bateria de mais capacidade. Isso, entretanto, é inevitável quando se aumenta o tamanho de um celular. O iPhone 7, por outro lado, não tem o recuso de câmera dupla do iPhone 7 Plus, e o Galaxy S7 tem uma série de funções a menos que o Galaxy S7 Edge por conta da falta da tela curvada.

Contra 1 – Design

Agora nos pontos negativos do Pixel. Ele não é um smartphone feio, mas custando o preço que custa nos EUA, esse celular não deveria ter um design tão neutro. As únicas coisas que chamam atenção em sua construção são a parte de vidro na traseira — que dá um pouco de identidade a ele — e as bordas acima e abaixo da tela, que são exageradamente grandes e não têm qualquer utilidade, aparentemente. Os designs da Samsung e da Apple para seus tops de linha estão realmente à frente do que a Google trouxe no Pixel. Esperamos que a segunda geração seja mais interessante.

Contra 2 – Não é resistente à água

Todos os principais concorrentes do Pixel nos EUA têm algum tipo de resistência à água. Contudo, o celular da Google chegou ao mercado sem isso e, ainda assim, custa caro. A Samsung vem fazendo isso há anos, e a Apple recentemente entrou nesse jogo.

Contra 3 – Sem memória expansível

Esse é um ponto que não deve ser importante para todo mundo, mas é fato que o Pixel não tem possibilidade de expandir a memória interna com cartões de memória. Praticamente todos os tops de linha do lado do Android possuem esse recurso, especialmente os da linha Galaxy e Moto. Portanto, o único que anda ao lado do Pixel nesse ponto negativo é o iPhone 7.

Contra 4 – Google Assistente ainda não funciona em PT-BR

Se você comprar o Pixel e configurá-lo imediatamente em português, o Assistente não vai funcionar. A argolinha ao redor do botão home que indica o seu estado ativo desaparece, e você tem que se contentar com o Google Now. Isso acontece porque o software ainda não está disponível em português, mas você pode usá-lo tranquilamente em inglês por enquanto. Como o assistente do Allo, o mensageiro inteligente da Google, já possui o nosso idioma em seu sistema, é possível que essa limitação do Pixel desapareça em algum momento.

Contra 5 – Difícil de comprar

Mesmo um bom tempo depois de ser lançado, o Pixel ainda é difícil de comprar desbloqueado em lojas físicas nos EUA. Portanto, se você espera trazer um para o Brasil, é mais fácil comprar online e mandar entregar em um hotel ou Amazon Locker. Contudo, dessa forma, você paga muito mais IOF e não tem a oportunidade de receber o imposto de compra cobrado nos EUA de volta.

***

Isso não é uma análise, mas sim uma mera comparação de pontos positivos e negativos. Você pode conferir nosso review completo sobre o Pixel aqui.

Cupons de desconto TecMundo: