De todas as empresas de tecnologia do mercado, é bem provável que a Google seja aquela com mais dados sobre cada um de nós. Afinal, praticamente todo mundo possui uma conta da companhia conectada em seus celulares, tablets e PCs, usando-a para pesquisar todo o tipo de assunto, ler emails, assistir vídeos, acessar redes sociais – tudo isso, é claro, fica cuidadosamente guardado nos servidores da empresa.

Uma nova ferramenta trazida pela companhia ao Google Maps nas versões para PC e Android, porém, vem para mostrar a alguns que a gigante pode saber um pouco mais do que alguns gostariam sobre nós.

Em um anúncio oficial em seu blog, a Google revelou que seu serviço de mapas agora mostra uma linha do tempo com todos os locais pelos quais você já passou. Não, não estamos falando dos pontos mais recentes, nem dos lugares visitados por sua pessoa no dia, mas de todos os locais pelos quais você já passou quando conectado com uma conta Google através de um aparelho com GPS (ou seja, praticamente todos os dispositivos que alguém costuma carregar).

Eficiente até demais

A ferramenta, acessível através do botão “Sua linha do tempo” no menu principal do Maps, mostra os dados de maneira semelhante à própria timeline do Facebook, como o GIF animado abaixo deixa bem claro. Basta abrir a página para ver tudo o que você fez em cada dia de sua vida, através de um mapa que destaca pontos-chave de seu trajeto e até de fotos tiradas por você naquele local e data.

Para deixar a novidade ainda mais interessante (ou preocupante), vale notar que o Google Maps sabe até mesmo definir se seu trajeto foi feito por carro, ônibus, avião... Enfim, ele sabe os mínimos detalhes de sua viagem, do meio de transporte aos locais visitados e por quanto tempo você ficou em cada um deles.

É importante notar, no entanto, que essa não é uma adição exatamente nova: você já pode acessar seu histórico de localização facilmente há algum tempo, através do Google Maps. A diferença é que, com a nova ferramenta, isso se tornou muito mais fácil de acessar, além de trazer uma visualização mais amigável das informações.

Privacidade em primeiro lugar

Antes que os maníacos por privacidade entrem em pânico, a empresa deixa bem claro que não há com o que se preocupar (pelo menos com relação a seus amigos e terceiros terem acesso aos seus dados). Seu histórico é visível apenas por sua conta, e você pode controlar exatamente quais desses locais deixar ou apagar, bem como as informações exibidas em cada local.

Além disso, o histórico em si só é feito se você deixa a opção de armazenar seu histórico de localização ligada nas configurações de segurança de sua conta Google. Assim é fácil ficar de fora dessa novidade, se não quiser se arriscar.

Seja como for, não há como negar que uma ferramenta como essas pode ter vários usos bons, que vão desde consultas rápidas para lembrar se você visitou um lugar na segunda ou na terça-feira até uma forma de analisar sua rotina diária e traçar possíveis rotas que sejam mais eficientes. Torçamos apenas que a Google não resolva começar a nos vigiar para valer.

Quer aprender ou ensinar dicas sobre o Google Maps? Confira mais sobre o assunto no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: