Imagem de: Google Map Maker vai voltar, mas será moderado pela própria comunidade
Fonte: Google Maps

Google Map Maker vai voltar, mas será moderado pela própria comunidade

1 min de leitura
Avatar do autor

A ferramenta Map Maker foi criada para agir como uma colaboração ao Google Maps, ajudando a empresa a aprimorar seu sistema de localização. Contudo, quando um serviço é aberto para qualquer usuário utilizar, definitivamente alguém vai usá-lo para zoar de alguma maneira – afinal, a zoeira não tem limites.

Depois de surgir um desenho do mascote do sistema operacional Android urinando sobre o icônico logotipo da Apple em um mapa da região de Istambul, a Google se envolveu em uma grande polêmica. Mesmo depois de descobrir que a ilustração era obra de um internauta, a companhia desligou o serviço para evitar futuros problemas.

Contudo, em uma recente postagem de blog, Pavithra Kanakarajan, a gerente de projetos do Google Map Maker, disse que o serviço voltará em etapas, sendo a primeira delas em agosto. Mas e quanto à moderação do conteúdo? Segundo a gerente, a ideia é engajar a própria comunidade a policiar o aplicativo.

Uma ferramenta gerenciada pela comunidade local

Kanakarajan explicou que a ideia é escolher alguns poucos usuários que estejam dispostos a moderar o mapa da região em que moram. Esta decisão foi tomada por conta do número reduzido de funcionários dedicados ao Map Maker e que não conseguem avaliar todo o conteúdo criado pelos demais internautas.

Você acha que o Map Maker vai funcionar se for gerenciado pela comunidade? Comente no Fórum do TecMundo

O gerenciamento da ferramenta será automatizado pelo Google e verificado pelos Líderes de Comunidade, enquanto os funcionários da companhia a verificarão apenas ocasionalmente. A gerente de projetos pediu aos usuários que tenham paciência pelo funcionamento integral da plataforma.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Google Map Maker vai voltar, mas será moderado pela própria comunidade