Com a proximidade dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, a Google entende que turistas de todas as partes do mundo vão desembarcar na cidade nas próximas semanas — e muita gente não faz ideia de como passear ou se deslocar por lá. Tem ainda moradores que conhecem poucas regiões da cidade e estão dispostos a se aventurar

A Google apresentou durante o evento Explore Rio with Google algumas dicas valiosas para você aproveitar ao máximo a cidade usando recursos como o Google Maps e o Google Street View. Alguns dos itens abaixo já são mais antigos, porém foram revitalizados para as Olimpíadas, enquanto outros de fato são mais recentes — e não estão disponíveis em todas as cidades, ao menos por enquanto. É preciso ainda ter a versão mais recente dos apps no seu smartphone.

1. Explore a cidade

A exibição de grupos e locais na cidade.

Um dos recursos mais recentes do Google Maps é a possibilidade de você conhecer locais para comer e beber onde você está. Baseado na sua localização, o app mostra agrupamentos de bares, restaurantes e outros estabelecimentos gastronômicos baseados em classificações especiais: baratos, românticos, próximos de você, para jantar e até especiais para crianças. É um jeito fácil de você achar novos lugares de forma bem catalogada e sem muito tempo de pesquisa.

Após a visita, você ajuda a catalogar o local.

Baseado em um algoritmo, esse recurso é alimentado sempre pela comunidade: a cada lugar que você visita, é só visitar a página dele no Google Maps e colocar as etiquetas que você acha que melhor se enquadram. Disponível para Android e iOS.

2. Modo offline

Como configurar e selecionar a área a ser baixada.

Essa é uma novidade já implementada no Maps há algum tempo, mas que muita gente ainda não sabe que existe. Já é possível baixar trechos específicos dos mapas da Google para uso offline, incluindo o aviso de comércios. O download é renovado ou excluído após 30 dias.

3. Alertas de tráfego

Os avisos do Google Maps são compartilhados com outros apps.

Outro recurso já implementado, os sinais de tráfego são as linhas coloridas que exibem o nível de congestionamento na rua, além de avisos sobre acidentes ou obras. A novidade? Eles agora estão bem mais precisos e atualizados no Rio, com a base de dados aplicada também em apps como Waze e Uber. Em época de obras e fechamento de ruas para jogos, esse é um recurso valioso.

4. Transporte público em tempo real

As linhas de ônibus do Rio de Janeiro estão mais precisas do que nunca no Maps.

Os horários e as localizações de pontos de ônibus foram radicalmente melhorados no Rio de Janeiro. Os dados são obtidos em sincronia com a própria Prefeitura ou, quando não há a cobertura em tempo real, a partir de uma estimativa. São mil linhas e 14 mil pontos cobertos na capital carioca.

5. Vá de táxi. Ou bike.

Escolha o seu transporte e esteja sempre informado.

Está com vontade de economizar e ainda ser ecológico? As rotas também podem ser exibidas para quem passear de bicicleta, incluindo com um gráfico que mostra os níveis de elevação das ruas que você vai pegar. No caso de táxis, há uma parceria da Google com o 99Taxis e o Uber. Dá para pedir um carro de um ou de outro, conferindo antes o tempo médio de espera e até uma estimativa de valor a ser pago.

6. Use o Street View

Por dentro do hotel e restaurante Fasano usando o Street View.

Quase todos os principais pontos e bairros do Rio tiveram as imagens atualizadas no Google Street View, seja para ruas ou via indoor maps (imagens internas dos lugares). Isso ainda vale para cerca de 200 restaurantes, bares e hoteis, além de todas as instalações que receberação as Olimpíadas.

Cupons de desconto TecMundo: